De “Castelo de Grayskull” para Praça da Juventude de Ceilândia.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Antigo espaço, conhecido como a “Cracolândia” da cidade, será transformado em Praça de lazer, esporte e diversão.
  
Imagem inline 1
Após 20 de reivindicações da comunidade local, a Administração de Ceilândia vai derrubar obra inacabada, que sempre abrigou moradores em situação de rua e usuários de drogas, além de servir de esconderijo para marginais que frequentam a região.
A estrutura fica na QNN 13 em Ceilândia Norte, e possui um espaço de aproximadamente 10 mil metros quadrados. Um cadáver insepulto, que a imprensa local há anos vem acompanhando e denunciando o fato.
Ceilândia, a cidade da cultura e do esporte merece um mega espaço para lazer e diversão, melhorando a qualidade de vida e a autoestima dos moradores, que com o tempo acabaram perdendo a esperança de uma vida melhor.
 
Segundo o Administrador de Ceilândia, Ari de Almeida, na próxima semana o velho conhecido “Castelo de Grayskull” será demolido, e em breve dará espaço para a Praça da Juventude, um projeto do Ministério do Esporte junto ao governo federal, que será construído através de emenda do deputado federal Ronaldo Fonseca, com total apoio da Administração Regional, GDF e do movimento retomada.

O projeto Praça da Juventude foi criado em 2007 com o objetivo de levar um equipamento esportivo público e qualificado para a população que pudesse, ao mesmo tempo, tornar-se ponto de encontro e referência para a juventude. Mais do que um espaço físico para a prática de esportes, a Praça da Juventude é uma área de convivência comunitária onde são realizadas também atividades culturais, de inclusão digital e de lazer para a população de todas as faixas etárias.

 
O Projeto
 
Praça da Juventude é um projeto destinado a comunidades situadas em espaços urbanos com reduzido ou nenhum acesso a equipamentos públicos de esporte e de lazer que alia saúde, bem estar e qualidade de vida a atividades socioeducativas diversificadas. Atividades que, além de democratizarem o acesso ao esporte e ao lazer, incentivam a inclusão digital e a produção cultural e científica, constituindo-se em um amplo espaço de convivência comunitária. Na prática, é uma área de, no mínimo, sete mil m² com um grande ginásio poliesportivo que, em funcionamento pleno, oferecerá um novo gás à população, possibilitando que se reconheçam como cidadãos de direitos e deveres no exercício legítimo e diário de sua cidadania.
 
Concebido pelo Ministério do Esporte e implementado com governos estaduais e municipais, o projeto Praça da Juventude conta ainda com a parceria do Ministério da Justiça, por intermédio do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci). O Pronasci oferece condições para que as Praças da Juventude possam se consolidar como organizações efetivas e integradas à vida comunitária. Existe uma forte complementaridade entre esses dois programas quanto aos seus objetivos de educar, ressocializar e apoiar jovens em situação de vulnerabilidade social.
 
O projeto Praça da Juventude abre o placar para uma nova fase na concepção da infraestrutura esportiva. Isso porque, desde a sua criação, em 2003, o Ministério do Esporte vem consolidando e ampliando sua atuação como principal agente de planejamento, formulação e implantação de políticas públicas para o setor no país. Em sua pauta, três objetivos prioritários:
 
1. Garantir à população brasileira o acesso gratuito às práticas esportivas;

2. Utilizar, sistematicamente, o esporte e o lazer como fatores de melhoria da qualidade de vida e de inclusão social; e
3. Introduzir, de forma sistemática e regular, o esporte e o lazer na promoção do desenvolvimento humano em todos os segmentos sociais.

 
Estrutura da Praça
 
Cada unidade do projeto Praça da Juventude prevê a construção de ginásio poliesportivo coberto, cuja infraestrutura completa, conforme Memorial Descritivo, apresenta-se em módulos divididos em:

 
1. Quadra poliesportiva coberta.
2. Pista para salto triplo.
3. Pista para salto a distância.
4. Pista para caminhadas.
5. Quadra de vôlei de praia.
6. Área de exercícios e alongamento.
7. Campo de futebol society.
8. Pista para skate. 
9. Teatro de arena com palco.
10. Centro de convivência com salas para ginástica, terceira idade, administração, reuniões, sanitários e outros.
11. Quiosque de alimentação.
12. Vestiários/sanitários.
13. Arquibancadas.
14. Bebedouros.
15. Grama natural/sintética.
16. Sanitários com acesso para pessoas com deficiência.
17. Sistema de iluminação específico para cada pista.
18. Paisagismo.
19. Totem.
20. Mastro para bandeiras.

 

Ascom RA IX

 
 

 

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: