Defesa Civil faz alerta à população sobre período de chuvas no DF

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Para período chuvoso do Distrito Federal, entre os período de outubro e abril, está prevista a manifestação de fenômeno meteorológico de natureza grave. As características desse fenômeno são chuvas intensas, isoladas e de curta duração, associadas a ventos fortes de rajada com velocidade de até 90 Km/h, à tarde e no início da noite.

O impacto das chuvas tem ocasionado severos danos e perdas aos equipamentos públicos e privados e, não menos diverso, à integridade e ao patrimônio da comunidade. Por conta disso, a Defesa civil do Distrito Federal orienta a população a terem os seguintes cuidados:
Antes das chuvas
–     Providencie a poda ou corte de árvores próximas a residências, com risco de queda. (Procure o Departamento de Parques e Jardins da Novacap ou a Administração Regional);
–     Conserte as falhas no telhado. Troque as telhas quebradas, reforce os pinos de fixação ou as madeiras;
–     Isole a fiação elétrica;
–     Não acumule lixo nem entulhos nas ruas. Com a chuva, os mesmos vão parar nos bueiros ou bocas-de-lobo causando entupimentos.
Durante as chuvas
–     Se o nível da água estiver subindo, vá com sua família para um lugar seguro. Se estiver ao ar livre, procure um abrigo seguro, longe de árvores. Elas atraem raios e seus galhos podem cair.
Logo depois das chuvas
–     Cuidado com a água que for beber. Veja se não foi contaminada pela inundação. Isso traz sérios riscos à sua saúde.
–     Não use equipamentos elétricos que tenham sido molhados, pois há risco de choque elétrico e curto circuito.
No trânsito
– Dirigir sob chuva forte requer dos motoristas cuidados adicionais e uma atenção maior.
– Procure um local alto e espere o nível de água baixar;
–     Não pare o carro próximo a árvores ou postes. Há risco de não resistirem ao vento e cairem sobre o carro. Os fios dos postes podem ainda arrebentar, provocando acidentes com choques;
–     Não ande ao lado de caminhões e ônibus. A marola provocada por eles pode inundar o seu carro;
–     Ao atravessar poças, mantenha aceleração contínua, em primeira marcha;
–     Diminua a velocidade e procure aumentar a distância do veículo da frente;
–     Não passe com seu veículo em vias em que não é possível visualizar parte do meio fio;
–     Sintonize o rádio do carro nas emissoras que estejam orientando os motoristas.
CUIDADO: Poças d’água podem ocultar buracos.
Chuvas acompanhadas de raios.
Se estiver em casa
–     Use somente telefone sem fio;
–     Fique distante de tomadas, canos, janelas e portas metálicas;
Se estiver na rua
–     Evite segurar objetos metálicos longos como varas de pescas e tripés;
–     Pipas ou aeromodelos com fio devem ser evitados;
–     Evite andar a cavalo;
–     Saia da água em piscinas, córregos, rios e lagos.
Outras recomendações para evitar acidentes com raios
–     Evite lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios, tais como:
–     Celeiros.
–     Tendas ou barracos;
–     Tratores, motocicletas ou bicicletas;
–     Campos de futebol;
–     Quadras de tênis;
–     Estacionamentos;
–     Alto de morros ou topos de prédios;
–     Cerca de arames, varais metálicos, linhas aéreas e trilhos;
NUNCA SE ABRIGUE DEBAIXO DE ÁRVORES
Seja rápido na iminência de inundações, alagamentos, desabamentos e soterramentos:
–     Abandone sua residência nos casos de maior gravidade (havendo muita infiltração, algum barulho estranho, rachaduras nas paredes, etc.);
–     É preferível perder bens à vida;
–     Saia de casa, caso more às margens de córregos ou próximo a encostas;
–     Procure manter a calma acima de tudo;
–     Providencie a evacuação do local e retirada das pessoas que ainda estejam correndo risco;
–     Providencie socorro às vitimas através dos bombeiros;
–     Transmita alarme aos vizinhos em caso de súbita elevação das águas;
–     Há riscos sérios nas correntezas de vias, córregos e rios porque são violentas e carregam objetos cortantes e perfurantes, além do risco de se carregado por ela;
–     Coloque etiquetas ou identifique os móveis de alguma forma caso tenha que ser transportado para um abrigo;
–     Ensine sua família a proteger-se. Converse sobre estes conselhos.
Ligue em primeiro lugar para os bombeiros (Telefone 193).

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: