Demora das obras na agência Santander em Ceilândia causa prejuízos à população e aos clientes

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


O prédio da agência do Santander em Ceilândia, condenado e interditado pela Defesa Civil há cerca de três meses, ainda continua fechado, causando prejuízos à população e aos clientes e preocupação aos funcionários, que estão inseguros com relação a garantia do emprego.



“A interdição foi necessária, uma vez que o transtorno no prédio era antigo, com rachaduras nas paredes e risco de desabamento. No entanto, é necessário acelerar a conclusão das obras para evitar mais contratempos, conforme vem ocorrendo”, cobra o diretor da Fetec-CUT/CN Jorge Kotani, também funcionário do Santander.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: