Deputada consegue mudar edital de concurso que excluía LGBT na PMDF.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A Polícia Militar do Distrito Federal vai mudar edital de concurso que dava margem à exclusão de LGBT. Em trecho do documento era dito que “transtornos de identidade sexual” seriam motivo para incapacitação ao cargo de oficial.

A mudança ocorreu por pedido da deputada federal Erika Kokay (PT-DF). O acerto foi realizado na manhã da quinta-feira 17 em reunião da parlamentar com o comandante-geral da PMDF, Suamy Santana. O edital foi lançado na semana passada.
Erika comemorou a mudança. ““É inadmissível que, em pleno 2012, tenhamos um concurso público com preconceitos, que exclua as pessoas por sua orientação sexual. Tal conduta fere os preceitos constitucionais brasileiros e é uma nítida homofobia institucional.”
Ass. Dep. Érica Kokay.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: