Deputada quer ouvir secretário sobre entrega do museu da República à União

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A presidente da Comissão de Cultura da Câmara Legislativa do DF, Liliane Roriz (PRTB), afirmou nesta quinta-feira (07) que vai propor a convocação do secretário de Cultura do GDF, Hamilton Pereira da Silva, para que preste esclarecimentos aos distritais sobre a proposta do governo local de transferir a tutela do Museu da República para o governo federal.

Projeto de lei de autoria do Executivo foi encaminhado para a Câmara Legislativa no último dia 05 de novembro e tramita em regime de urgência na Casa. Liliane será relatora da proposta.


Na justificativa do projeto, o secretário de Cultura sustenta que a transferência do museu para a área federal irá desonerar o GDF dos gastos que possui mensalmente para manter o monumento de Oscar Niemeyer. “Isso certamente contribuirá para elevarmos o padrão de vida de nossa cidade”, escreveu Hamilton Pereira. O secretário sugere que o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) assuma a gestão do Museu da República para facilitar “o acesso aos recursos necessários a sua manutenção e à excelência da qualidade dos serviços culturais que presta à sociedade”, continuou ele no texto.

Liliane Roriz criticou duramente a justificativa apresentada pelo secretário de Cultura e afirma que a postura não condiz com um gestor cultural. “Ele acredita que o recurso economizado poderá ser utilizado em outras coisas, mas não menciona o gasto atual do GDF com o museu”, pontuou. A presidente da Comissão de Cultura avaliou que um governo sério deveria investir na cultura como forma de enriquecimento intelectual da população. “Qualquer governante teria orgulho em ter um espaço como o Museu da República sob sua tutela e o que o GDF faz é querer entregar o nosso patrimônio para a União”, criticou.

A distrital lembrou que o monumento acolheu cerca de 1,3 milhão de visitantes apenas entre 2011 e 2012. “Esse número apenas sustenta a minha visão sobre a importância do museu para o Distrito Federal e reforça o descaso do GDF com a importância da cultura para nossa cidade”, disse. Segundo a parlamentar, a Secretaria de Cultura é a pasta que recebe um dos maiores orçamentos do Distrito Federal, cerca de R$ 180 milhões por ano. “Tenho certeza que não precisam de todo esse montante para administrar um museu”, avaliou.

No início no mês de junho, Liliane Roriz chegou a recorrer à Justiça contra o primeiro aceno do governo local de entregar o Museu da República ao Ministério da Cultura. Na época, o governador Agnelo Queiroz (PT) chegou a marcar um ato oficial com a ministra Marta Suplicy para recolher as assinaturas do convênio para esse fim. Alertado por assessores, no entanto, Agnelo cancelou o evento para evitar questionamentos jurídicos no futuro. “Se a lógica desse governo é entregar para a União tudo o que ele não consegue administrar, então é melhor chamar a presidenta Dilma para assumir o Palácio do Buriti, porque há problemas em praticamente todas as áreas comandadas por esta gestão”, concluiu a parlamentar.

Informou Ascom Deputada Lilliane / Imagem reprodução web

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: