Deputado Professor Israel faz alerta sobre a Copa do Mundo‏.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram




Faltando pouco mais de dois anos para a Copa do Mundo e menos de 15 meses para a estréia da Copa das Confederações, Brasília sofre com a falta de planejamento no que se refere aos eventos.
Preocupado, o deputado Professor Israel, vice-presidente da Comissão Especial da Copa do Mundo na CLDF, foi à tribuna nesta terça-feira (20) fazer um alerta e defender a necessidade de se estabelecer um plano de metas e um cronograma de atividades. Para ele, a Copa precisa deixar um legado. “Esse evento deve ser propulsor do desenvolvimento, do contrário, vai gerar apenas gastos”, disse.

O legado, sobre qual se referiu, envolve quatro pontos importantes: transporte público integrado, eficiente e menos poluente; inserção de Brasília no cenário turístico; qualificação profissional; e 100% de cobertura de internet grátis no DF. “Vamos desenvolver 20 anos em 2”, sugeriu.
Embasado em dados de outros países que também sediaram a Copa, o parlamentar chamou atenção para que Brasília não sofra os mesmos males da África do Sul, onde cogita-se a demolição dos estádios. A unidade mantida na Cidade do Cabo, por exemplo, custa o equivalente a R$10 milhões por ano com manutenção.  
Calcula-se que, em Brasília, serão gastos mais de R$ 2 bilhões com obras para receber esses grandes eventos e, na opinião do deputado, esse dinheiro deve ser revertido em benefício para a sociedade. “Após os jogos, a arena deve ser utilizada como centro de atendimento para nossos os atletas. Que sirva também de uso para a universidade em projetos comunitários”, sugeriu.    
O deputado defendeu ainda que os brasilienses digam o que querem da Copa agora para, depois, poder cobrar do governo os resultados.


Assessoria de Imprensa do Dep. Israel Batista

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: