Deputado sugere uma “intervenção federal” caso Rollemberg venha demitir servidores públicos

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Repercutiu mal entre os deputados distritais a declaração do chefe da Casa Civil do GDF, Hélio Doyle, sobre possível demissão de servidores concursados caso seja estourado o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Vários deputados distritais abordaram o tema na sessão ordinária da Câmara Legislativa desta terça-feira (19) e criticaram o que foi classificado como ameaça.
O deputado Wellington Luiz (PMDB) considerou a declaração desastrosa e disse que esta é a primeira vez que um governo ameaça demitir servidores no DF. “Ou estamos realmente no fundo do poço ou estão colocando um bode na sala”, assinalou o distrital, acrescentando que é o caso de se analisar uma intervenção federal na capital ou a instalação de uma CPI das contas públicas.
Na opinião do parlamentar, o governo Rollemberg ainda não disse a que veio e agora quer colocar os servidores como vilões. “É ameaça de demissão de servidores e ameaça de calote ao setor produtivo. Esta Casa tem que reagir e fazer um gesto em favor da população”, sugeriu.

Para o deputado Dr. Michel (PP) este é o momento dos distritais mostrarem que estão do lado da população. “Demitir servidor não. Servidor público não é culpado da crise. O governador Rollemberg precisa tomar as rédeas de seu governo”, afirmou.
Já o deputado Chico Vigilante (PT) acredita que o GDF joga com “desinformação e terrorismo” quando ameaça demitir servidor concursado. Segundo ele, a legislação prevê várias outras etapas antes que uma medida deste tipo fosse levada em consideração, inclusive com a demissão primeiro dos servidores comissionados. Para o deputado, trata-se de uma estratégia para aumentar a carga tributária. “O governo reclama de crise, mas as contas públicas apresentam um saldo de R$ 1,6 bilhão. O que falta é competência e seriedade”, criticou.
Governo – O líder do governo, deputado Júlio César (PRB), garantiu que não haverá demissão de servidor público. Segundo ele, o governador Rodrigo Rollemberg assegurou que as declarações do secretário foram mal interpretadas e que esta medida não está em cogitação.
CLDF

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: