Deputado vai à Procuradoria Geral do DF pedir suspensão de prazo para cantineiros.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


O deputado Chico Vigilante, líder do Bloco PT/PRB, se reuniu na Procuradoria do DF, na manhã de hoje (8), Dia Internacional da Mulher, com cerca de 30 cantineiras, mulheres que trabalham em espaços específicos para esta destinação dentro de escolas da rede de ensino público do DF.
 O parlamentar foi pedir ao procurador do DF, Marcelo Castelo Branco, que entrou com pedido de revisão com suspensão do prazo da Decisão da 2ª Vara de Fazenda Pública, que estabeleceu período de 45 dias para a desocupação dos espaços onde os cantineiros estão instalados. O prazo se esgota no dia 28 de março. A prorrogação é para que o Governo do Distrito Federal possa discutir melhor o assunto.


“Esta é uma situação de muita injustiça. Hoje eu me emocionei com essas trabalhadoras, todas desesperadas por não saber de onde tirarão o sustento das famílias”, argumenta Chico Vigilante. As cantoneiras estão preocupadas e ansiosas com a situação em que se encontram, com a aproximação do fim do prazo dado pela 2ª Vara de Fazenda Pública. “Essas mulheres desenvolvem essas atividades há muitos anos no mesmo lugar. São áreas especificas para esta destinação desde a construção das escolas. Algumas delas estão no mesmo lugar há mais de 10, 15 anos”, explica o deputado.
Marcelo Castelo Branco se comprometeu em ajudar e colocou à disposição todo SOS instrumentos possíveis da Procuradoria Geral no sentido de suspender o prazo.
As cantineiras agradeceram emocionadas o empenho do deputado em ajudar a categoria. Segundo Vigilante, a Justiça tem que agir de fato com justiça. E esta é uma situação muito delicada onde o lado, a situação das trabalhadoras da categoria não foi considerado de jeito nenhum. “As pessoas não pensaram no tamanho do dano causado às famílias com esta decisão”, argumenta. A alegação da Promotora de Justiça, Márcia Rocha, é falta de fiscalização dos cardápios e o alto preço dos lanches comercializados, que causaria bullying nas crianças.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: