DF, Goiás e Justiça anunciam postos 24 horas para coleta de armas.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e o secretário de Segurança Pública de Goiás, João Furtado, anunciaram na manhã desta terça-feira (22) que as cidades de Luziânia e Águas Lindas, no Entorno do DF, terão postos 24 horas de coleta da Campanha do Desarmamento.

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, o governador do DF, Agnelo Queiroz (centro), e a secretária de Entorno de Goiás, Regina Miki, com arma apreendida (Foto: Elza Fiúza/Abr) 

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, o governador do DF, Agnelo Queiroz (centro), e a secretária de Entorno de Goiás, Regina Miki, com arma apreendida (Foto: Elza Fiúza/Abr)

Queiroz, Cardozo e Furtado participaram do 1º Colóquio sobre Segurança Pública no DF e Entorno, que tem o propósito de debater com autoridades e especialistas as alternativas para a redução da violência e da criminalidade na região, que concentra cerca de 40% dos assassinatos de Goiás.

De acordo com o governador Agnelo Queiroz, os postos de coleta 24 horas vão servir de exemplo. “Esses postos de coleta ampliados facilitam muito e estimulam a participação da população”, disse o governador.

Agnelo defendeu a integração entre o DF, Goiás e o governo federal para combater a violência no Entorno. “Temos que integrar para ter êxito.” O secretário de Segurança Pública de Goiás citou a destinação de 11 veículos do Corpo de Bombeiros do DF para o Entorno como exemplo da integração entre os governos.

Bolsa Desarmamento
Como ação de combate à violência, o secretário citou um projeto de lei que cria a “Bolsa Desarmamento”, que deve ser encaminhado para a Assembleia Legislativa do estado. “Vamos presentear com R$ 100 o policial que recolher cada arma, independentemente da quantidade que conseguir arrecadar. Estudamos também pontuar esses policiais para promoção”, afirmou o secretário.

Segundo Furtado, os índices de homicídio do Entorno do DF estão acima do nível aceitável pelas Nações Unidas. Apesar de as 19 cidades de Goiás no Entorno do Distrito Federal serem responsáveis por quase metade dos homicídios do estado, concentam apenas 20% da população.

Diante dos números do Entorno do DF, o ministro José Eduardo Cardozo defendeu o fim das disputas entre as corporações ou governos. “A palavra-chave é integração. Sem ela, não equacionamos nenhum problema de segurança. Chega de disputas políticas inibirem a integração.”

Rafaela Céo Do G1 DF

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: