DF recebe 33 estrangeiros pelo programa “Mais Médicos”.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) receberá até esta sexta-feira (1º), no auditório da Academia de Polícia Federal, os 33 médicos estrangeiros que atuarão nas Unidades Básicas de Saúde do DF.

“Queremos aprender muito com vocês. Contamos com cada um para a organização desse trabalho. Proponham uma forma de atuar que seja mais apropriada”, declarou a subsecretária de Atenção Primária à Saúde, Rosalina Sudo.
Serão apresentados aos profissionais temas como histórico da SES/DF, Política Nacional de Atenção Básica, organograma da Subsecretaria de Atenção Primária à Saúde, e programas como o “Saúde da Família” e o “Saúde da Comunidade”, entre outros.
Graduada em medicina no ano de 1989, Gladys Quiala Kindelán deixou a mãe e duas filhas em Guantánamo (Cuba) para vir ao Brasil pelo programa “Mais Médicos”, do governo federal.
“Penso no trabalho integrado, entre cubanos e brasileiros, para diminuir os indicadores de mortalidade materna e enfermidades infecto-contagiosas. Não queremos competir, queremos ajudar e trabalhar”, comentou Gladys.
Com 25 anos de experiência profissional, a médica Idania Santiesteban Garrido também deixou a família em Cuba para participar do “Mais Médicos”.
“Sinto-me contente, orgulhosa e feliz por fazer parte desse programa. Minha expectativa é ajudar o povo brasileiro, melhorar o estado de saúde da população e trabalhar com muito amor e carinho”, declarou.
Os 33 médicos estrangeiros atuarão nas regionais de saúde de Brazlândia, Ceilândia, Samambaia, Recanto das Emas, Gama, Santa Maria, São Sebastião, Planaltina, Sobradinho e Estrutural.

Informou o GDF

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: