Dirsomar Chaves: “Não me sinto rebaixado”

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Foto: Andressa Anholete / 247
Ex-secretário de Micro e Pequenas Empresa assume o comando da Administração de Vicente Pires a pedido do governador Agnelo Queiroz; e o ex-oposicionista Raad Massouh, que saiu do DEM para o PPL, deixa a Câmara Legislativa para ser o novo secretário
A reforma administrativa do governo Agnelo vai ganhar fôlego em janeiro, quando peças chaves do jogo político voltam do recesso, mas os primeiros movimentos das mudanças já começaram a ocorrer. Aliados que ainda não tinham sido contemplados estão sendo acomodados na estrutura da máquina pública, a exemplo do distrital licenciado Raad Massouh (PPL), que largou o Democratas para ser aceito na base governista e, uma semana depois, recebeu a principal cadeira da Secretaria de Micro e Pequenas Empresas.

A nomeação de Raad para a pasta saiu publicada no Diário Oficial do Distrito Federal de quinta-feira (22), assim como a nomeação do petista Dirsomar Chaves. O ex-secretário vai assumir as rédeas da Administração Regional de Vicente Pires, um dos redutos eleitorais dele. Nos últimos nove anos, Dirsomar trabalhou na Associação Comunitária de Vicente Pires em prol da regularização do condomínio irregular, onde mora.

Pela primeira vez, neste governo, Chaves teve a oportunidade de assumir uma secretaria, apesar de não ter conseguido fechar um ano de gestão. No entanto, a troca é prejudicial, já que um dos planos de Dirsomar é se lançar, de novo, a distrital nas eleições de 2014. E, para isso, precisa ganhar fôlego na cidade. Ele abriu mão do cargo para atender um pedido de Agnelo Queiroz.

Ao Brasília 247, disse que estava muito feliz na secretaria e que planejava fomentar o empreendedorismo local em 2012. Mas teve de ceder o lugar ao novo integrante da base. Ele não avaliou a saída como algo desconfortante. “Não me senti rebaixado; Raad estava no DEM com um grau de responsabilidade muito grande com o governo; mostra o grau de importância que a secretaria tem.”

A regularização fundiária de Vicente Pires será a mais importante luta do novo administrador da região com cerca de 75 mil moradores. Ele defende que o processo de legalização não tenha que passar pela recém-criada Secretaria de Regularização de Condomínios, pois segundo ele, o processo já está adiantado.

Dirsomar planeja, ainda, investir na infraestrutura básica de Vicente Pires, região com cerca de 75 mil moradores, que sofre os problemas comuns a um parcelamento irregular: iluminação pública precária, falta de asfalto e ausência de drenagem pluvial.



Fonte: Brasília 247

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: