Discussão poderá mudar sentidos da Samdu e Comercial de Taguatinga

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


As avenidas Comercial e Samdu podem ter fluxo em um único sentido ainda este ano. Será realizada hoje, às 19h, uma audiência pública para discutir a mudança. Moradores e comerciantes se dividem nas opiniões. Há quem aprove a proposta por acreditar na melhoria, mas também existe quem duvide da eficácia da medida.

Em horários de pico, o movimento é intenso nas duas importantes avenidas de Taguatinga. O espaço é apertado para ônibus, carros e motos e há muitos retornos irregulares, os chamados “gatos”. Quando os coletivos ocupam uma das faixas, o espaço que resta na pista não comporta outro veículo ao lado.
Sem recuo
Além disso, muitas das paradas de ônibus na Samdu e na Comercial não possuem recuos, o que dificulta ainda mais a circulação.
Entre alguns comerciantes, há quem acredite que a mudança poderia aumentar o número de clientes. “Vai ser favorável, tanto para lojistas como para fregueses. O comerciante perde clientes porque não tem estacionamento para todo mundo. Na hora do movimento, a região fica muito cheia de carros. Eu espero que melhore”, diz o vendedor Vanber Azevedo, de uma loja de móveis na Comercial Norte.
Entretanto, há quem não acredite que a conversão possa ser boa para todos, como a auxiliar de escritório, Luana Cassani. “Vai ser horrível. Acho que pode piorar o que já é ruim. Preferia que ficasse do jeito que está, para não confundir ninguém”. 
A secretária Vera Fernandes também vê a proposta com desconfiançaa. “Só vendo para saber como será. Tomara que dê certo porque é muito difícil andar aqui”.
GDF garante que será melhor
A Administração de Taguatinga prevê melhorias nas calçadas e no asfalto das duas avenidas. Segundo o administrador Carlos Alberto Jales, a alteração de sentido não seria a única mudança nas avenidas. “Vamos criar 3 mil vagas na região, principalmente na QNA, QNB, QSA e QSB. A principal questão é melhorar a acessibilidade para quem trabalha e mora perto da Comercial e da Samdu”, afirma. Também está prevista a construção de recuos para ônibus, para evitar que as paradas atrapalhem o fluxo. 
A audiência pública servirá para ouvir as sugestões da comunidade de Taguatinga. “Essa é uma reivindicação de mais de 30 anos. Estamos tentando trazer melhorias, mas sempre existem pessoas que não são favoráveis, mas o Detran já fez um estudo, que foi apresentado na primeira audiência, e mostrou que a mudança pode ser boa”, afirmou.
A audiência pública é aberta ao público e será realizada no Lions Club, na QSE Área Especial 18, em Taguatinga Sul.



Daniel Cardozo
Especial para o Jornal de Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: