Distritais defendem Luzia de Paula. Internautas repudiam dança no plenário

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A deputada Luzia de Paula
(Rede) recebeu a solidariedade de colegas de todos os partidos, em plenário, na
sessão ordinária desta quarta-feira (16). As manifestações aconteceram logo
após o emocionado e detalhado discurso no qual a distrital defendeu-se de acusaçõesveiculadas na imprensa local sobre emendas com recursos públicos para grupos culturais locais, como de Ceilândia e Brazlândia. Nas galerias da Câmara,
integrantes de vários grupos folclóricos e musicais também se manifestaram
em apoio ao trabalho da distrital na promoção da cultura local.


Em seu longo pronunciamento,
marcado por muita emoção, Luzia de Paula ressaltou a legalidade da aplicação
das emendas que apresentou para financiar a apresentação de grupos artísticos
populares. “Investi e vou continuar apoiando a cultura do nosso povo, que
tem história e merece ser respeitada”, enfatizou a distrital, que negou
influência na indicação de eventos a serem apoiados pelas emendas.

“A execução e
acompanhamento são feitos pelo governo”, explicou, rechaçando também que o
total de suas emendas não foi aquele divulgado por levantamento feito por um
colega distrital. “Em vez de mais R$ 6 milhões, foram R$ 4,8 milhões”
– esclareceu. Ela lembrou ainda que os valores de cachês, contestados em
reportagem, são determinados pelo Siscult – DF (Sistema de Cadastro Geral
para Contratação Artística, da Secretaria de Cultura) e não têm qualquer
ingerência dos deputados.

A distrital também reclamou
das acusações de favorecimento à creche que fundou em Ceilândia. “Os
recursos recebidos para oferecermos cinco refeições diárias às cerca de 600
crianças são iguais aos valores praticados em outras instituições sem fins
lucrativos”. Luzia acrescentou que “é preciso acabar com essa
hipocrisia essa onda de denúncias”, criticou, citando que até a construção
de uma calçada defronte à creche que administra foi alvo de críticas.

Apoio – A presidente da Câmara
Legislativa, Celina Leão, fez um manifesto pessoal de desagravo à imagem
da deputada Luzia de Paula, seguida de vários outros colegas. “A senhora
não precisava estar aí dando explicações pois todos nós conhecemos a grandeza
do seu trabalho em favor da cultura e de crianças abandonadas”, afirmou.
O líder do PT, Wasny de Roure, também afirmou que tem total confiança na
correção das ações desenvolvidas pela distrital, “há muitos anos, muito
antes de ser deputada”.

O deputado Cláudio Abrantes,
colega de partido de Luzia de Paula, contextualizou os ataques à Luzia de Paula
como “preconceito” aos investimentos na área da cultura,
“que ocorrem há muito tempo”. Raimundo Ribeiro (PSDB) lembrou que
certa parte da imprensa também condena investimentos no carnaval, “uma de
nossas mais importantes manifestações populares”. Já o deputado Robério
Negreiros (PMDB) enfatizou que as denúncias contra a deputada deveriam ser
rechaçadas por todos os distritais: “Aqui não tem petróleo não”.

Dança no plenário

Representantes
da classe artística lotaram as galerias do Plenário da Câmara Legislativa nesta
terça (16) para manifestar apoio à parlamentar.
Até a bateria de
uma escola de samba esteve no local. Mas quem sambou foi Luzia de Paula, que,
sorridente, colocou os dedinhos para cima e arriscou uns passinhos. Com um
sorriso largo e polegares levantados, ela acenou para os participantes,
aprovando o ato.
Centenas de
internautas repudiaram nas redes sociais, a inusitada comemoração da parlamentar. 
*Com informações da ascom CLDF

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: