Distritais querem reforma definitiva.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Depois de um café da manhã, a portas fechadas e por mais de duas horas, os deputados distritais definiram que,  tão logo convençam a Justiça a derrubar a liminar que proíbe contratações na Câmara Legislativa, apenas servidores comissionados para gabinetes serão contratados. Nomeações para a estrutura da Casa terão de esperar. A proposta é discutir durante todo o mês de fevereiro a proposta de reforma administrativa para implantá-la com o máximo de concordância possível. Assim, acredita o presidente, deputado Patrício (PT), será mais fácil levá-la adiante.
Os distritais marcaram para a próxima quarta-feira (2) uma nova reunião com os 24 parlamentares, já para discutir propostas concretas de reforma. Nesta terça-feira (25), o petista Chico Vigilante apresentou sua sugestão, em forma de projeto de resolução, para a redução de gastos na Casa. A ideia é criar uma Diretoria-geral da Câmara e concentrar nela atribuições que hoje são espalhadas por setores distintos. “A proposta prevê uma economia de R$ 54 mihões, em uma redução linear de 30% em cargos e custos”, explicou o deputado. A proposta de Vigilante vai ser discutida junto a outras que venham a ser apresentadas pelos distritais e junto à proposta principal em estudo na Casa. Uma comissão de servidores e de distritais – indicados pelos blocos partidários – passarão a discutir, a partir de quarta-feira (26), um estudo definitivo sobre o assunto.
Do blog da paola.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: