DNIT autoriza estudo preliminar para duplicação de rodovia que liga Brazlândia a Taguatinga.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Orgão federal atendeu pedido da deputada distrital Liliane Roriz (PSD), que vai analisar ainda a possibilidade de obras no “trevo da morte”, localizado em São Sebastião
O Departamento Nacional de Infraestrutura em Transporte (Dnit) deu sinal verde para a duplicação da rodovia que liga Brazlândia a Taguatinga, considerada uma das mais violentas do Distrito Federal.

A garantia foi dada na tarde desta quarta-feira (15), durante encontro do diretor-geral do órgão, Jorge Fraxe, com a deputada distrital Liliane Roriz (PSD). Uma análise preliminar começará a ser feita para que seja estudada a possibilidade do início das obras na região. Durante o encontro, a parlamentar cobrou ainda obras de melhoria na BR-251, em São Sebastião, na região apelidada como “trevo da morte”.

“Vamos auxiliar o general Jorge Fraxe a levantar todos os dados sobre os tráfegos nas rodovias mais perigosas, além dos acidentes fatais, que servirão para fortalecer o argumento das obras. Podemos dizer que a formulação desse estudo é o início do processo”, frisou Liliane Roriz. Segundo ela, um requerimento será apresentado na Câmara Legislativa para que a Secretaria de Segurança Pública, bem como o Departamento de Trânsito do DF e o Departamento de Estradas de Rodagem (DNER) forneçam informações sobre toda a extensão da estrada, que possui trechos da DF-001 e também da BR-080.
Jorge Fraxe afirmou que a reivindicação é legítima e que, assim que ele tiver em mãos as informações detalhadas sobre a rodovia, levará para a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, para que a liberação dos recursos seja analisada e autorizada. Segundo o diretor do Dnit, há ainda a necessidade de avaliar o impacto ambiental que a obra poderá causar na região. “Terá de ser um trabalho conjunto com vários órgãos federais”, explicou.
Reclamação antiga dos moradores de Brazlândia, a duplicação da mais importante rodovia que chega à cidade servirá para reduzir o alto índice de acidentes registrado na pista. Segundo dados do Detran-DF, apenas entre janeiro e março deste ano houve 36 mortes nas rodovias distritais fiscalizadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem. Em 2011, a maior quantidade de colisões foi registrada justamente na DF-001.
No caso de acidente com ciclistas, os dados assustam ainda mais: foram 35 ocorrências em que o ciclista se machucou e outros cinco onde não houve sobreviventes. “Temos que lutar pela obra, sim, mas temos também que exigir dos órgãos de trânsito que invistam recursos na conscientização e na educação dos motoristas e usuários de nossas rodovias. A prevenção é sempre um bom caminho”, lembrou a distrital.
Trevo da morte
Localizada a 25 km do Plano Piloto, o trecho da BR-251 que passa por São Sebastião foi apelidado como “trevo da morte”. De acordo com os moradores, quase todos os dias acontece um acidente fatal na região. A estrada tem tráfego intenso de caminhões por ligar o Distrito Federal a Minas Gerais.
Fonte: Blog do Odir

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: