Durval Barbosa diz em depoimento que pagou R$ 100 mil a Jaqueline Roriz

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

 (Edílson Rodrigues/ CB/ D.A. Press)

Segundo a jornalista Lilian Tahan do Correio Web, O delator do esquema do mensalão do DEM, Durval Barbosa, presta depoimento no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) na tarde desta terça-feira (16/10). Durval era secretário de Relações Institucionais na gestão do ex-governador José Roberto Arruda. 

Durval disse que pagava as contas de Arruda, inclusive de viagens internacionais. “Deixava dinheiro escondido, dólares, em um banheiro para ele”, afirmou o delator. 

O ex-secretário disse que Arruda frequentava a casa dele e que teria inclusive, deixado dinheiro de contratos de informática com a sogra dele.

Durval diz que pagou para que os políticos não falassem mal de Arruda na campanha: “Eu mesmo paguei R$ 200 mil para a Fátima Passos” Fátima era candidata pelo PSDC em 2006.

Mais cedo, a deputada federal Jaqueline Roriz e o marido dela, Manoel Neto, prestarem depoimento.



Marido de Jaqueline diz que acha normal ter recebido dinheiro de Durval


Após o depoimento de Jaqueline Roriz no Tribunal de Justiça do Duistrito Federal e Territórios (TJDFT), sobre a Operação Caixa de Pandora, também conhecida como mensalão do DEM, Manoel Neto, marido da deputada, prestou depoimento.Neto afirmou ao juiz que atuou na área de marketing na campanha de sua esposa. O réu, que foi protagonista de um vídeo em que ao lado de Jaqueline recebe dinheiro das mãos de Durval Barbosa, disse que não sabe a origem do dinheiro recebido. Perguntado se ele acha normal receber dinheiro de secretário de Estado, em gabinete de trabalho, Manoel afirmou que acha.
Neto ainda disse que não se encontrou com Arruda durante a campanha.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: