Durval obteve ‘a jato’ proteção do amigo Rosso

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Demonstrando sua influência sobre o então governador Rogério Rosso, o operador e delator do mensalão do DF, Durval Barbosa, obteve “a jato”, em 1º de setembro, mesmo dia em que foi solicitada, a proteção da Polícia Civil. Ansioso para atender Durval, Rosso despachou de próprio punho sobre o ofício pedindo a segurança. O documento nem mesmo estava assinado, conforme cópia em poder desta coluna.
Durval nem se deu ao trabalho de requerer proteção. O documento não assinado, acolhido por Rosso, é de Edmilson Edson “Sombra” Santos.
A Polícia Civil assumiu após a Polícia Federal lavar as mãos: Durval se recusou a trocar Brasília pelo Programa de Proteção à Testemunha.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: