Em Goiás, o tráfico de drogas perdeu mais de R$ 500 milhões.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Mais Goiás – O tráfico de drogas perdeu mais de R$ 500 milhões neste ano em Goiás. O intenso trabalho das forças de segurança do Estado quadruplicou o número de apreensões quando comparados aos anos de 2012 e 2011. A Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc) registrou neste ano a maior apreensão da história do Estado. Foram 4,1 toneladas de maconha, 600 quilos de cocaína, três mil comprimidos de ecstasy e 210 tubos de lança perfumes, além de outras drogas.


O titular da Denarc, Odair José Soares, destaca que mais importante do que a apreensão recorde foram as investigações que resultaram no confisco do patrimônio dos traficantes. “Essa investigação patrimonial teve como objetivo descapitalizar o traficante”, pontua Soares.


Com a retirada dos bens dos criminosos a continuidade do narcotráfico foi dificultada, pois não havia dinheiro para financiar a compra dos entorpecentes. Exemplo disso são três fazendas confiscadas (duas em Mato Grosso do Sul e uma em Goiás) avaliadas em R$ 6 milhões. Foram apreendidos mais de 50 carros, quatro casas, um apartamento, uma chácara e R$ 200 mil em dinheiro.


As apreensões cresceram nos últimos anos. De acordo com dados da Denarc em 2010 foram apreendidos 538 quilos de maconha, em 2011 o número aumentou para uma tonelada e neste ano o total ultrapassou quatro toneladas. Foram fechados mais de 15 laboratórios de refino de drogas e presos 180 traficantes (o número não inclui usuários). Os dados são referentes somente à Denarc e não incluem as demais delegacias do Estado.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: