Ensino superior conquista melhor idade

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


[Artigo Patrocinado] Em cinco anos, a população brasileira
com 60 anos ou mais cresceu 18,8%. Com o aumento da expectativa de vida, a
população vem envelhecendo. Ganhou 4,9 milhões de idosos desde 2012, passando
dos 30 milhões em 2017. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e
Estatística (IBGE).
Com um número cada vez maior de indivíduos na melhor idade e dispostos a
se manterem ativos, a tendência é que essa estatística aumente a cada ano.
Porém, o grande problema é a falta de qualificação. Segundo dados do MEC, apenas
11% dos brasileiros entre 55 e 64 anos possuem Ensino Superior.
O número é baixo se comparado aos Estados Unidos, onde 40% das pessoas nessa
faixa etária possuem diploma universitário.

Na contramão dessa estatística, existem histórias inspiradoras. Aos poucos, muitos brasileiros na melhor idade vêm realizando antigos
projetos que, na juventude, não puderam se concretizar. O aposentado Carlos
Augusto Manço é um exemplo. Aos 90 anos, ele conseguiu se matricular no curso
que sempre sonhou: Arquitetura
e Urbanismo
. Na sala de aula, o novo aluno chama atenção não só pela idade, mas pelo desejo
de aprender e desfrutar ao máximo dos estudos. “Espero que o curso agregue
conhecimento. Vou poder vivenciar minha profissão de desenhista por um outro
ângulo, o do Arquiteto”, comenta.

Depois de anos de convívio com
engenheiros e arquitetos, o mais novo graduando está na expectativa de ver a
profissão de uma nova ótica. Foi atuando como desenhista na Universidade de São
Paulo (USP), onde exerceu a profissão até se aposentar, que nasceu o sonho de entrar
no mundo da Arquitetura e iniciar uma graduação para somar novos conhecimentos.
Este ano, o desejo de Carlos pôde se
concretizar. Com o incentivo dos seus dois filhos, oito netos e quatro
bisnetos, o aposentado resolveu prestar vestibular e frequentar a sala de aula.
“Todos adoraram a notícia e me incentivam nessa jornada”, afirma o universitário
aposentado.
Osmar Jambeiro, 77 anos, também resolveu
voltar a estudar.
O estudante não vê problema em ser o mais
velho da turma de Direito da Unime. Ao
contrário, sente que serve de inspiração para colegas e muitos outros
brasileiros que sonham em cursar uma faculdade mas julgam ser tarde por causa
da idade. “Eu resolvi transformar em realidade um sonho antigo e afirmo: não
abandone o sonho, por mais que exista a dificuldade”, afirma.

Média
Salarial do Curso de Direito
Ficou interessado
pelo curso escolhido por Osmar Jambeiro? A 
média
salarial 
de um advogado no Brasil é de R$ 4.374,43. O valor é baseado
nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do
Ministério do Trabalho.
Bolsas de estudo
para qualquer idade
Estudantes de todas
as idades podem contar
com bolsas de estudo do Educa Mais Brasil. O
programa tem como missão incentivar a inclusão educacional e já beneficiou mais
de 450 mil alunos com descontos na mensalidade de até 70%. Quer saber
como? Clique aqui.
Vanessa Casaes –
Ascom Educa Mais Brasil

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: