Entorno-DF: Polícia investiga participação de militares em roubo de armas em Formosa.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A Polícia Civil aponta o envolvimento de policiais militares no roubo de 51 armas de um depósito do batalhão da Polícia Militar (PM) de Formosa, no Entorno do Distrito Federal, em outubro de 2011.
Segundo a polícia, a investigação chegou até um menor de idade que estava com uma das armas furtadas. De acordo com o delegado, o rapaz alegou que tinha comprado de um desconhecido, mas a participação de policiais não foi descartada.
“Nós não podemos acusá-los indevidamente, por isso o serviço de inteligência está investigando para pegarmos quem realmente roubou e como foi feito”, diz o delegado Carlos Firmino.
De acordo com o delegado, as investigações correm em sigilo para não prejudicar o trabalho dos policiais. O trabalho da Polícia Civil também conta com o auxílio do Ministério Público e da Corregedoria da Polícia Militar.
Armas roubadas

O material foi furtado em outubro de 2011. De acordo com a polícia, os ladrões entraram pelo forro de madeira da sala onde estavam guardados os armamentos. Segundo a polícia, as armas faziam parte de materiais que foram apreendidos em ações policiais e estavam à disposição da Justiça.
Entre as armas furtadas estavam revólveres e metralhadores de vários calibres diferentes. O delegado disse que um dos fatores que atrapalhou o início das investigações foi a demora da Polícia Militar em fazer o boletim de ocorrência, que foi registrado quase uma semana depois do furto.
Este não é o primeiro caso de furto de armamento em Formosa. Há cerca de um ano, mais de 50 armas também foram levadas do depósito da Polícia Técnico-Científica. A falta de segurança faz as autoridades pensarem em uma nova forma de guardar as armas apreendidas: “Há uma possibilidade de essas armas irem para o Exército Brasileiro”, diz o delegado.
G1

Deixe uma resposta

Posts Relacionados

%d blogueiros gostam disto: