Entorno do DF: Confundido com marido da mulher que matou cão, médico é ameaçado.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Um médico de Goiânia, que possui os dois últimos sobrenomes iguais aos da enfermeira que foi filmada maltratando uma cachorrinha em Formosa, no Entorno do Distrito Federal, denuncia que está sofrendo ameaças. Através da internet e por telefone, ele recebeu várias mensagens ofensivas desde a veiculação do vídeo no You Tube, no dia 14 deste mês, em que a mulher aparece espancando um cão da raça yorkshire.

Nas redes sociais, o médico – que tem 66 anos de idade, sendo 37 dedicados à medicina – foi confundido como marido da enfermeira e, na clínica onde ele atende, foram mais de cem ligações com ameaças. Ele não tem Twitter e nem Facebook: “Eu fui informado no consultório que tinha um bando de gente tentando me destruir”.

O advogado do médico, Alberto Viníciuns Araújo, disse que vai tomar providências: “Vamos identificar as pessoas que, indevidamente, veicularam o nome dele a esse fato lamentável. Isso pode trazer grandes prejuízos a ele”.

O caso
 
A enfermeira foi flagrada em um vídeo espancando um cachorro na frente da filha de 2 anos. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. Ela pode ter a situação agravada porque a agressão ocorreu na frente da criança.

Ela está em uma casa indicada por advogados e vai depor sob proteção policial. “Ela está abalada com as ameaças e com a repercussão do caso”, disse Gilson Afonso Saad, um dos defensores da mulher.

Os advogados solicitaram as medidas de segurança por causa das inúmeras ameaças que ela e família vêm recebendo desde a divulgação do vídeo na internet. Segundo a polícia, o yorkshire morreu dois dias após as agressões.
G1 GO

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: