Entorno do DF: Policiais civis entram em greve a partir de sexta-feira.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Os policiais civis do Estado de Goiás que atuam na região do Entorno do Distrito Federal decidiram em assembleia que entrarão em greve a partir da próxima sexta-feira (21/10) por tempo indeterminado. O encontro aconteceu na terça-feira (18/10) na cidade de Valparaíso. Entre as exigências da categoria, estão a alteração na gratificação por localidade, que hoje é de R$ 276. O os policiais reivindicam que ela passe para R$ 800. Além disso, eles pedem a convocação de cerca de 350 pessoas aprovadas em concurso público para a Polícia Civil de Goiás (PCGO), realizado em 2008.

Segundo o diretor administrativo do Sindicato dos Policiais Civis de Goiás (Sinpol-GO), Gildásio Rodrigues, a categoria resolveu entrar em greve pois o Governo de Goiás fez promessas e não as cumpriu. “Foi negociado entre as partes que em setembro a gratificação por localidade passaria de R$ 276 para R$ 550 e só em janeiro iria para R$ 800. No entanto, como a primeira parte não foi cumprida, só retornaremos aos trabalhos com a implantação dos R$ 800”, disse.

De acordo com o Sinpol-GO, somente os flagrantes, casos de emergência e crimes graves serão atendidos, como, por exemplo, homicídios e estupros. O sindicato informou ainda que a categoria irá manter 30% do efetivo trabalhando normalmente. “Queremos fazer uma greve legal. Por isso a aderência não passará de 70%”, diz o diretor Rodrigues.

A princípio, a greve não se estende aos policiais das demais localidades do Estado de Goiás. A paralisação atinge apenas as cidades do Entorno do DF.

Por meio da assessoria de imprensa, o secretário de Segurança Pública de Goiás, João Furtado de Mendonça Neto, informou que a SSP-GO vai pedir à Justiça que considere ilegal a greve e afirmou que vai cortar o ponto dos policiais que aderirem à paralisação.

Novo encontro
A categoria marcou para sexta-feira um encontro em frente ao Instituto Médico Legal (IML) de Luziânia, pois os funcionários do IML da região também devem aderir à greve, segundo o Sinpol-GO.

Fonte: Correio Web.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: