Eurides Brito pagou a comitê

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Eurides Brito pagou a comitê Foto: Thyago Arruda

Emenda da ex-distrital cassada repassou R$ 2,75 milhões para os organizadores da Copa do Mundo de Futsal, ocorrida em 2008. Aguinaldo de Jesus era o secretário de Esporte e foi o responsável pelo pagamento

 
Priscila Mesquita_Brasília247 – Os R$ 2,75 milhões usados pelo ex-deputado distrital Aguinaldo de Jesus para pagar a segunda parcela ao comitê local da Copa do Mundo de Futsal – conforme matéria publicada ontem pelo Brasília 247 – vieram de uma emenda parlamentar. A comprovação está na nota de empenho de 3 de julho de 2009, conseguida com exclusividade no Sistema Integrado de Gestão Governamental (Siggo). Em levantamento feito na Câmara Legislativa, foi constatado que a autora da emenda foi a então deputada peemedebista Eurides Brito.
O pagamento feito por Aguinaldo é considerado irregular porque, em março de 2009, ele tinha cancelado a despesa. À época, Aguinaldo era secretário de Esporte na gestão de José Roberto Arruda.
Eurides Brito foi cassada em 2010, depois de ter se envolvido no escândalo de corrupção da Caixa de Pandora. A parlamentar foi flagrada, em vídeo, enchendo a bolsa com maços de dinheiro entregues pelo operador do esquema, Durval Barbosa.
Para alcançar o montante de R$ 2,75 milhões, a distrital cancelou outras seis emendas de sua autoria, todas para apoio de prática desportiva. O total das seis somou os R$ 2,75 milhões de que Aguinaldo precisava.
Procurada pela reportagem, Eurides Brito disse que é usual um deputado pedir a outro colega a destinação de emendas. “Entretanto, não me lembro especificamente desse caso. Mas posso te garantir que não tenho absolutamente nada a ver com isso.”
A emenda foi aprovada no Projeto de Lei 1.221 de 2009, que abriu crédito suplementar à Lei Orçamentária do DF. A justificativa diz que “a presente emenda visa otimizar a execução financeira no âmbito da Secretaria de Estado de Esportes”.
Investigação
Aguinaldo é investigado outras duas supostas irregularidades. Pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), pela assinatura do contrato com dispensa de licitação para a reforma do Nilson Nelson, também para a realização da Copa do Mundo de Futsal, no valor de quase R$ 10 milhões. O MPDFT ajuizou duas ações sobre o tema.
A Polícia Civil do DF também suspeita de irregularidade na gestão de Aguinaldo à frente da Secretaria de Esporte. O alvo é o contrato entre o Governo do Distrito Federal (GDF) e a empresa Ailanto Marketing, para a realização do jogo Brasil x Portugal. Recentemente, a Polícia Civil cumpriu mandado de busca e apreensão na sede da empresa, no Rio de Janeiro.
Procurado pelo Brasília 247, Aguinaldo de Jesus não retornou as ligações. Sua advogada, Cristiane Brito, foi localizada, mas disse que precisava falar com seu cliente antes de se pronunciar.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: