Ex-presidente do ICS já conta 22 anos e 8 meses de prisão

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O ex-presidente do Instituto Candango de Solidariedade (ICS) Ronan Batista de Souza já está condenado a 22 anos e oito meses de prisão por peculato e lavagem de dinheiro desviado dos cofres públicos. As penas se referem a apenas duas ações penais julgadas pelo Tribunal de Justiça do DF. Ele responde a outras denúncias do Ministério Público do DF. 

Reportagem de hoje (19) do Correio mostra que Ronan Batista e um sócio dele, Ibrahim Obeid, foram condenados na última sexta-feira (15) pela 1ª Vara Criminal de Brasília a 14 anos e 4 meses de prisão. Motivo: eles teriam desviado R$ 978 mil entre 2003 e 2004. 

Em janeiro, Ronan já havia sido condenado a 8 anos e 4 meses por incluir na folha de pagamentos do ICS dois pilotos que ficam à disposição dele, num avião particular. 

As penas que já são altas podem ser ampliadas com novas condenações. Por decisão judicial, Ronan e Obeid poderão aguardar o julgamento dos recursos em liberdade. 



http://www.dzai.com.br/blog/blogdaanamariacampos

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: