Expansão do setor O de Ceilândia começa a receber câmeras de vigilância.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A Segurança Pública terá a tecnologia como aliada durante a Copa do Mundo. As câmeras de monitoramento, em instalação em todo o Distrito Federal, e os tablets, que as viaturas ganharão para otimizar o atendimento, são equipamentos que continuarão a beneficiar a população mesmo após o Mundial.

“O atendente que preenche a ocorrência poderá acionar a viatura mais próxima com apenas um clique, e a equipe com o tablet vai receber, ainda no deslocamento, imagens e informações sobre a ocorrência. No local, os policiais terminarão de preencher os dados e completarão com fotos, tendo um arquivo completo do caso,” explicou o subsecretário de Modernização Tecnológica da Secretaria de Segurança Pública (SSP/DF), Celso Nenevê.
Até a Copa do Mundo, 750 viaturas das polícias Civil e Militar, do Detran e do Corpo de Bombeiros já contarão com esses dispositivos. Até as eleições, serão 1,5 mil, e a perspectiva é que no ano que vem as três mil viaturas disponham de tablets.
Aliado a isso, as câmeras de monitoramento instaladas pela cidade auxiliarão em diversos aspectos. “Um deles é o reconhecimento de veículos que tenham algum problema como roubo ou multas. O equipamento também fará o isolamento eletrônico de área, não sendo mais preciso colocar um policial no local. Assim, se alguém entrar naquela área isolada, a câmera aciona o operador”, explicou o secretário de Segurança Pública, coronel Roberto Oliveira.
Na primeira fase, segundo a SSP/DF, 17 regiões administrativas receberão 835 equipamentos. De acordo com o titular da pasta, a região central de Brasília e o Itapoã já receberam as câmeras. “E iniciamos as instalações na via principal do setor O de Ceilândia”, complementou. Numa segunda fase do projeto, serão distribuídas 725 filmadoras e mais 460 posteriormente, para as demais cidades.
Centro Integrado de Comando – Em abril, foi inaugurado o Centro Integrado de Comando e Controle do DF (CICCR), que funciona na sede da SSP/DF. Com 55 telões de 55 polegadas cada um e 60 posições com computadores, a estrutura será usada para monitorar a área central de Brasília durante a Copa do Mundo, 24 horas por dia. O investimento soma R$ 160 milhões e beneficiará todas as cidades do DF. “Nosso maior objetivo é diminuir o tempo de atendimento das ocorrências”, frisou o subsecretário de Modernização Tecnológica da SSP/DF, Celso Nenevê.
No local, será possível a transmissão de imagens fiéis e em tempo real, já que a estrutura possui ferramentas de inteligência e sistemas tecnológicos de última geração. O CICCR trabalhará em conjunto com o Centro de Integrado de Comando e Controle Nacional, que operará de maneira estratégica, com todas as informações vindas dos outros 12 centros regionais. Nove deles já estão em funcionamento.
Além disso, segundo o secretário de Segurança, coronel Roberto Oliveira, haverá comandos móveis em alguns pontos da cidade. “Terá um em Taguatinga, no Taguaparque, onde ocorrerá a Fanfest, outro dentro do Estádio Nacional, e teremos ainda uma plataforma de observação elevada. Tudo isso constitui o sistema integrado de comando e controle, sob responsabilidade da SSP/DF.

Agência Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: