Face revelada.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O deputado federal, Fernando Francischini, está prestes a ver o esquema criminoso de fakes no governo Agnelo Queiroz ruir pelas mãos da Justiça. O promotor criminal do Ministério Público do DF, Mauro Faria, está empenhado no processo que pode levar para a cadeia, criminosos pagos como dinheiro público.
O promotor intimou os envolvidos no esquema do submundo virtual, o curioso foi os argumentos usados para não comparecerem às oitivas. O conteúdo,parece ter saído do mesmo computador, apesar de estarem separados. O deputado Francischini denunciou o esquema criminoso para a Polícia Federal e a Justiça do Paraná, seu estado de origem, onde tem a segurança da imparcialidade.

Os depoimentos colhidos pela PF flagraram fortes indícios de crimes cometidos pela agência de publicidade, Agnelo Pacheco, o casal, Rosa Sarkis e Sérgio Diniz e o ex-secretário de publicidade, Abimael Nunes.
O que parecia estar controlado pelo GDF, agora, passou entre os dedos e ganhou um espaço na Justiça comum. 

Informou Quidnovi

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: