Falta tudo nos postos de saúde de Ceilândia

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


O atraso no pagamento da conta de
telefone deixa os centros de saúde do Distrito Federal sem serviços de internet
e telefone há pelo menos cinco meses. De acordo com a Secretaria de Saúde, a
dívida com a operadora é de cerca de R$ 28 milhões. Até esta segunda-feira (2),
não havia previsão para resolver a situação.

A falta de conexão prejudica serviços, como entrega de
resultados de exames e liberação de medicamentos. Sem internet, os funcionários
também afirmam que não é possível fazer o pedido de novos remédios. 
O
posto de saúde do Gama é um dos quais há falta de remédios nas prateleiras das
farmácias
.

“Os resultados dos exames que vêm para a gente receber no
posto de saúde já vem mandado via sistema. Não pegamos nada físico, nenhum
papel impresso. E se não tiver a internet, como é que nós vamos fazer para ver
esse resultado de exame?”, questiona a paciente Marilene Marques, que voltou
para casa sem o resultado do exame.

Além de internet e telefone, funcionários das unidades de saúde de Ceilândia também informaram que faltam reagentes para os exames, papel e toner para as
impressoras, material para carimbos e curativos.

*Informações do portal G1

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: