Funcionários do Hospital Regional de Ceilândia fazem vaquinha para comprar toner

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


[Metrópoles] Funcionários do Hospital Regional de Ceilândia (HRC) estão comprando toners (tinta) para reabastecer as impressoras da unidade. Segundo denúncia do Sindicato dos Servidores da Saúde (SindSaúde), quem não contribuir com a vaquinha não pode usar o equipamento. Os servidores afirmam que além do HRC, outras unidades da rede pública de saúde estão sem o suprimento.
A Secretaria de Saúde admitiu ao Metrópoles a existência do problema em alguns setores das unidades de saúde e informou que está em andamento uma licitação para normalizar o fornecimento do produto. Ressaltou, porém, que a pasta não exige que os servidores comprem o produto.
Sem o toner, não é possível imprimir receitas de medicamentos, atestados, prontuários, fichas de acompanhamento, pedidos e resultados de exames. A presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues, ressaltou que o material impresso é como um guia para os profissionais: “Não tem como aplicar uma injeção se não tivermos uma orientação”.
De acordo com Marli, a situação ocorre há muito tempo. “Só que antes fazíamos isso uma vez ou outra. Agora, acontece toda hora”, afirmou.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: