GDF anuncia construção de creches em Ceilândia e Samambaia.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Secretaria de Educação abriu concorrência para execução das obras de novos Centros de Educação da Primeira Infância em Ceilândia, Águas Claras e 
Samambaia

O Governo do Distrito Federal, por meio da Secretaria de Educação, abriu concorrência para contratar empresas especializadas na construção de Centros de Educação da Primeira Infância (Cepis), que atendem crianças de 0 a 5 anos. Serão três creches, localizadas em Ceilândia, Águas Claras e Samambaia. O prazo previsto para a execução de cada obra é de até 270 dias. Ao todo, serão destinados mais de R$ 5,7 milhões para a construção dos três Cepis em convênio com o governo federal, por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).


“A abertura da contratação significa que, antes de colocarmos as licitações nas ruas, precisamos de toda a sondagem, topografia e demais estudos dos locais onde serão construídas as creches”, detalhou o subsecretário de Planejamento, Acompanhamento e Avaliação Educacional da Secretaria da Educação, Francisco José da Silva. O edital de licitação foi publicado no Diário Oficial do DF desta segunda-feira (7).

Já foi aprovada construção de 31 Centros de Educação da Primeira Infância no Distrito Federal, em 2013. As regiões administrativas contempladas são Brasília, Sobradinho, Planaltina, Ceilândia, Guará, Samambaia, Santa Maria, Recanto das Emas, Riacho Fundo I e II, Areal, em Águas Claras, e Lago Sul.

Investimentos – Desde o ano passado, o Governo do Distrito Federal já construiu e entregou três unidades de educação infantil de tempo integral em São Sebastião, Estrutural e Brazlândia. O GDF também investiu cerca de R$ 8 milhões nas creches do Riacho Fundo I e Samambaia, que funcionarão em regime integral. Cada uma tem capacidade para atender 300 alunos.

Além disso, em dois anos de gestão, a rede pública de ensino do Distrito Federal foi beneficiada com outras iniciativas. Já passaram por algum tipo de reparo 303 escolas, e desde dezembro do ano passado, 60 unidades de ensino público foram revitalizadas ou reformadas. O objetivo é que 392 escolas do DF recebam esses mesmos serviços até o fim das férias escolares, em 13 de fevereiro.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: