GDF anuncia em nota, que vai garantir conclusão da UNB Ceilândia.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Obra está entre as prioritárias da Junta de Execução Orçamentária, que é presidida pelo governador Agnelo Queiroz
O Governo do Distrito Federal liberou R$ 7,9 milhões para a retomada e a conclusão do prédio da unidade acadêmica da Universidade de Brasília (UnB) em Ceilândia.

O recurso faz parte de mais de R$ 250 milhões aprovados pela Junta de Execução Orçamentária, colegiado do GDF criado há dois meses para centralizar e definir a distribuição do orçamento, e que têm como destino obras de infraestrutura.

 “A finalização da UnB em Ceilândia é um dos projetos que considero prioritário. Por isso, determinei a disposição imediata de recursos”, disse o governador Agnelo Queiroz, que preside a Junta.  O secretário-chefe da Casa Civil, Swedenberger Barbosa, coordena o grupo, do qual fazem parte os secretários de Planejamento, Luiz Paulo Barreto e de Fazenda, Marcelo Piancastelli.
O contrato com a empresa vencedora da licitação, a AJL Engenharia e Construções, deve ser assinado nos próximos dias. A partir daí, ela terá aproximadamente sete meses para construir a unidade, que inclui um auditório para 230 pessoas, seis laboratórios, um laboratório grande de informática, uma biblioteca e 14 salas de aulas e salas administrativas. Além do prédio, está sendo finalizada a subestação de energia para manter a unidade. A UnB Ceilândia foi fundada há quatro anos e conta com 1.673 estudantes.
Interrupções – As obras no campus começaram em 2008, no governo anterior, e foram interrompidas em decorrência de problemas com a empresa responsável pela construção, que teve contrato rescindido. “A conclusão da obra abre oportunidade para a juventude brasiliense e, principalmente, para a comunidade de Ceilândia que há tanto espera pela efetivação do campus”, afirmou Swedenberger Barbosa.
Junta de Execução Orçamentária – Em apenas duas reuniões, a Junta de Execução Orçamentária (JEO) já aprovou um montante de R$ 254.618.000 para investimento em infraestrutura e assegurar a conclusão das obras em andamento.
A JEO foi criada em março deste ano, por ocasião da criação da Casa Civil, para aprimorar a aplicação do Orçamento do Distrito Federal. Em 2012, tendo em vista que o orçamento já estava aprovado, a JEO atua de forma a propiciar o emprego de recursos nas prioridades do GDF. Para tanto, a análise das ações e políticas prioritárias e a busca das garantias orçamentárias para executá-las são feitas sistematicamente.
Para a execução do Orçamento 2013 e 2014, as decisões da Junta serão fundamentais para verificar que as prioridades do governo possam ser plenamente executadas e atendidas as demandas da população.
O objetivo é dotar o Distrito Federal de melhores condições para facilitar o dia a dia da população, com ações que impactam diretamente na vida do brasiliense. Alguns exemplos são as construções de ciclovias, de albergues no Sol Nascente, de dois centros de internação de adolescentes em conflito com a lei e a recuperação estrutural de vias em todo o Distrito Federal.
Outra preocupação da JEO é de buscar recursos para financiar o término de obras inacabadas de forma que sejam concluídas com rapidez e eficácia, bem como realizar a restauração do patrimônio público.
A adoção de cuidados básicos com as cidades do DF, com a execução de políticas públicas de conservação, preservação e revitalização são funções da Junta. Em todas as cidades serão feitos serviços como iluminação pública, pintura de faixas, meio-fio, limpeza, preservação de área verde, reconstrução e construção de calçadas, instalação, substituição e limpeza de boca de lobos tapa-buracos.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: