GDF chama 945 famílias da Estrutural e de Ceilândia para regularizar lotes.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A Secretaria de Habitação do Distrito Federal anunciou nesta quarta-feira (1) que vai começar a enviar cartas convocatórias a 615 famílias da Cidade Estrutural e outras 330 doSetor Habitacional Sol Nascente, em Ceilândia, para regularizar os terrenos onde vivem. A medida vai ser publicada no Diário Oficial desta quinta.
Segundo o secretário Geraldo Magela, os moradores começarão a ser atendidos somente no início de março, mas a chamada ocorre um mês antes para que eles tenham tempo para reunir a documentação necessária. “Demora cerca de 20 a 30 dias para obter a certidão nos cartórios que comprova que a pessoa não tem outro imóvel.”
A convocação vai ocorrer por quadras e, de acordo com o secretário, começou por essas regiões por serem “os dois [locais] em que já estamos avançados”. As contempladas neste primeiro momento são a quadra 1 da Estrutural e as quadras 100 e 101 do Sol Nascente.
Os moradores selecionados deverão levar ao Núcleo de Atendimento da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF os seguintes documentos: comprovante de residir no local há pelo menos cinco anos, comprovante de renda familiar inferior a cinco salários mínimos, comprovante de não possuir outro imóvel, certidão de casamento ou nascimento, além de carteira de identidade e CPF.
PAC
As duas áreas são contempladas com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Habitação. Para implantar pavimentação, rede de drenagem e construir 2.150 casas no Setor Habitacional Sol Nascente, o GDF recebeu R$ 209 milhões. Em contrapartida, o governo investiu R$ 10,9 milhões.
A secretaria prevê a entrega de 245 casas no Trecho 1, que tem cerca de 15 mil habitantes, no primeiro semestre de 2012. De acordo com a pasta, 50 mil pessoas devem ser beneficiadas com a regularização do setor.
Na Estrutural, a medida deve comtemplar 35 mil moradores. Em 19 de novembro de 2011, o governador Agnelo Queiroz assinou o decreto de aprovação da cidade. O GDF prevê que a entrega das escrituras aconteça ainda neste semestre. A região recebeu R$ 58 milhões do governo federal e R$ 14,9 milhões do Executivo local.
G1

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: