GDF quer rejeição das eleições para administrador

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Por Eduardo Brito / JBr  – Embora aprovado por unanimidade na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, não é certo o futuro da proposta de emenda constitucional que determina a eleição direta dos administradores regionais. É que tanto a liderança do Governo quanto a liderança do PT recomendaram a rejeição da emenda.

Alegam que o texto é inconstitucional e que confrontaria princípios básicos da estruturação do estado brasileiro. Votar a favor na comissão é uma coisa, no plenário outra, muito diferente — sem falar que se exige quorum qualificado, de três quintos. Ainda há o risco de que, atendendo a apelos do Planalto, a emenda sequer seja incluída na pauta. 



Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: