Governador Agnelo fala da Valorização dos idosos e cinema para todos

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Programa de rádio desta terça-feira foi dedicado às políticas voltadas à população maior de 60 anos e à 44ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro

 

Foi ao ar na manhã desta terça-feira (27/09) mais uma edição do programa Conversa com o Governador. Como estamos na Semana do Idoso, o governador Agnelo Queiroz abriu o programa apresentando as políticas públicas adotadas pelo GDF para valorizar e garantir mais qualidade de vida à população maior de 60 anos, como a criação da Secretaria Especial do Idoso.

“O idoso tem uma grande importância para o meu governo e para Brasília como um todo. A expectativa de vida é a maior do Brasil, é de 75 anos. Por isso, criei uma Secretaria Especial para o idoso. É uma forma de mostrar a importância do idoso aqui no Distrito Federal. São aproximadamente 200 mil pessoas com mais de 60 anos”, explicou o governador.

Agnelo Queiroz também anunciou novos projetos voltados a este público, em especial a Caravana da Solidariedade. Trata-se de uma ação conduzida por equipes multiprofissionais. Elas percorrerão as cidades do DF, de porta em porta, para fazer atendimento domiciliar aos idosos. O trabalho começa no mês de outubro sob o lema: Idoso, a dignidade bate à sua porta.

“Esse atendimento não será somente na área de saúde. A equipe vai identificar o tipo de assistência daquele idoso, se ele precisa de uma assistência jurídica, social ou se o atendimento será na área de educação ou saúde. Os profissionais vão onde o idoso estiver para dar apoio e de fato ajudar”, destacou o governador. A primeira cidade a receber a caravana será o Varjão e depois a região da Estrutural.

Em relação à saúde do idoso, o governador lembrou que existem cinco Centros de Referência, com atendimento especializado, que funcionam em centros de saúde: “As equipes são formadas por profissionais de várias especialidades, como fisioterapeuta, psicólogo, geriatra e fonoaudiólogo, que se dedicam ao atendimento específico do idoso”.

Para melhorar a qualidade de vida dessa parcela considerável da população, o GDF vai incentivar outras medidas. “Uma delas é a assistência domiciliar. Nós temos bons exemplos como é o caso do Cruzeiro, onde atendemos 1.200 idosos em casa e vamos ampliar esse programa para todo o Distrito Federal, além de criar os Centros de Convivência, incentivar mais ainda os institutos de longa permanência e também ter os cuidadores sociais”, destacou Agnelo Queiroz. “Aí sim teremos a melhor qualidade de vida do Brasil”, completou.

Outra medida que tem trazido resultados bastante positivos é o projeto Escola de Avós. Aos sábados, várias escolas do DF se transformam em espaço de integração para os idosos: eles participam de aula de artesanato, oficina de beleza, ginástica e dança. São oferecidos também atendimento de saúde, como aferição da pressão arterial e glicemia, orientação nutricional e cuidados com a saúde bucal.

“A adesão foi muita boa. E por isso, quero anunciar também que vamos ampliar esse projeto”, afirmou o governador. “Hoje, o Escola de Avós funciona em quatro cidades. Queremos que todas as cidades do Distrito Federal tenham, pelo menos, uma escola como centro de acolhida do idoso.”

Festival – Durante a conversa semanal com o jornalista Carlos Campbell, o governador explicou ainda as mudanças no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, com a exibição de filmes em várias cidades do DF. A abertura da 44ª edição de um dos mais tradicionais festivais de cinema do país aconteceu na noite de ontem, no Teatro Nacional. Hoje tem início a mostra competitiva.

“Desde o dia 14 estamos exibindo filmes, não só no Cine Brasília, mas também em diferentes cidades: Gama, Taguatinga, Planaltina e Sobradinho, sempre com entrada franca. Este ano o Festival de Cinema será marcado pela descentralização. Será a primeira vez que vamos ter o Festival nas cidades. Queremos levar cultura para todos e em todas as cidades”, explicou.

Agnelo Queiroz falou também sobre a valorização da cultura local: “Já estamos atuando fortemente para democratizar o acesso à cultura aqui em Brasília. Uma iniciativa também importante nesse sentido foi abrir espaço, pela primeira vez, para novos artistas e produtores. Temos que apoiar os novos talentos da cidade”.

O governador enumerou as reformas previstas para o Cine Brasília. “Estamos reformando o mais antigo e tradicional cinema da cidade. Ele é referência na história cultural de Brasília. No início do ano começamos a primeira etapa de uma grande reforma. Fizemos a impermeabilização do teto e o sistema de pára-raios. Na segunda etapa vamos arrumar todo o sistema hidráulico, elétrico, de ar condicionado e de acessibilidade. Estamos agora no processo de licitação dessa fase da reforma”, detalhou Agnelo Queiroz.

O programa – O Conversa com o Governador é transmitido toda terça-feira pela rádio Cultura FM (100,9), às 7h, com retransmissões às 9h, 12h e 18h30. Criado pela Secretaria de Comunicação Social, o programa tem duplo desafio: estreitar o diálogo com a população e prestar contas das ações adotadas pela atual gestão do GDF para melhorar a qualidade de vida e conferir excelência aos serviços públicos.

Saúde, Copa do Mundo de 2014, transporte público e o programa de internet banda larga gratuita para todo o Distrito Federal (Conecta DF), que está em fase de testes, já foram temas das edições anteriores do Conversa com o Governador.

Secom GDF.

Deixe uma resposta

Posts Relacionados

%d blogueiros gostam disto: