Governo de Águas Lindas dá ultimato a empresas de ônibus do município.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Na noite desta quarta-feira (21), o secretário de Transporte Vicente Manoel convocou uma reunião com os representantes das três empresas de ônibus de Águas Lindas de Goiás: Tomaz de Aquino Neves da empresa Sagres, Emílson Batista e Cládio de Jesus da empresa Santo Antônio e João Caetano da empresa Taguatur.

Representando o prefeito Hildo do Candango estava o vice-prefeito Luiz Alberto Jiribita, a procuradora do município Julianna Machado, o superintendente da SMT Medeiros, o diretor do SMT Ubiratan e o chefe de gabinete do prefeito Rubens Cardoso.

De acordo com o secretário Vicente Manoel, a reunião foi convocada para definir as condições da frota e o que poderá ser feito por cada empresa para que o transporte coletivo da cidade melhore.

A empresa Sagres informou que atualmente sua frota é de 19 ônibus e que dentro de 15 dias, 50 ônibus chegam à cidade para atender a comunidade. “Estamos à disposição para definir os novos itinerários. Acredito que as empresas devem ter uma convivência amigável, pois assim todo mundo ganha, é uma forma inteligente e lucrativa para todos”, afirmou Tomas Neves.

João Caetano, representante da Taguatur afirmou que reuniões como essas deveriam virar rotina, pois segundo ele, é com diálogo que se resolve os problemas. “Nossa empresa tem hoje em circulação 150 carros, e já compramos mais 28 e até o dia 15 de março eles estarão na cidade para atender nossos usuários”, declarou.

Os representantes da Santo Antônio, disseram que a empresa passou por vários problemas administrativos nos últimos dois anos e por conta disso não conseguiu investir na frota da cidade. “Nós temos hoje 112 carros, mas apenas 68 estão circulando. Temos a proposta de trazer 70 carros usados nos próximos meses, entre maio e junho”, afirmou Emílson Batista.

O vice-prefeito, Jiribita afirmou que problemas pessoais não podem afetar as empresas, e elas precisam atender os usuários de forma digna. “Precisamos que haja concorrência entre as empresas, para que a qualidade do transporte melhore. Vou levar tudo que foi falado aqui hoje para o nosso prefeito Hildo do Candango, e nós não vamos aceitar que continue da mesma forma”

A procuradora, dr. Julianna disse que a prefeitura vai fiscalizar. “Independente de qualquer situação, a população merece um transporte de qualidade. E o nosso governo está aqui para isso, para cobrar das empresas que tomem providências”.

Diante de tudo isso, o secretário Vicente Manoel afirmou que a situação do transporte público na cidade é uma vergonha, um verdadeiro caos. “O atendimento é precário, precisamos de mais ônibus. E pelo que foi dito, a Santo Antônio não vai aumentar o número da sua frota agora, como as Taguatur e a Sagre vão fazer, então queremos uma resolução o mais rápido possível. Lembrando que as empresas estão perdendo dinheiro, porque passageiros tem aos montes aí nas paradas. E nós queremos uma solução imediata para acabar de vez com esses transtornos”.

Ao encerrar a reunião, Vicente disse que vai estudar outras alternativas para solucionar essa questão e pediu aos representantes das empresas que façam o mesmo.

Saiba mais

Hoje a cidade é atendida com 274 ônibus, mas de acordo com o diretor do SMT, Ubiratan, seria necessário no minímo 400, para que o município tivesse um transporte de qualidade.


Fonte: Prefeitura de Águas Lindas de Goiás / Rede integrada de transportes coletivos

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: