Governo faz balanço do programa Cidades Limpas em Ceilândia

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


[Agência Brasília] A décima operação do programa Cidades
Limpas, que ocorre em Ceilândia até esta sexta-feira (31), teve
168 carteiras de identidade emitidas no posto móvel do projeto Identidade
Solidária da Polícia Civil do Distrito
Federal. De 20 a 27 de março, a corporação fez 200
atendimentos.

Aproximadamente 340 servidores
trabalham nas ações concentradas nos Setores O, P Norte, P Sul, Guariroba e
Expansão do Setor O desde 20 de março. Por ser a região de Brasília com maior
área, Ceilândia recebe as ações pela segunda vez. A primeira etapa ocorreu de 19 a 23 de dezembro.
No balanço da operação em
Ceilândia, até o momento, foram feitos:

Uso de 50,15 toneladas de
asfalto para tapar buracos
Pintura de 167 sinalizações
horizontais e verticais
Recolhimento de duas carcaças
Visita de 1.628 imóveis pelo Serviço
de Limpeza Urbana (SLU)
Remoção de 1.024 toneladas de
entulhos
Remoção manual de 53,8
toneladas de galhos
Poda de 281 árvores
Limpeza e desobstrução de 52
bocas de lobo e poços de visita
Manutenção, substituição e
reparo de 94 pontos de iluminação pública
Erradicação e remoção de 15
árvores

Coordenada pela Secretaria
das Cidades, a operação também tem uma frente de combate ao mosquito Aedes
aegypti, transmissor da dengue, da febre chikungunya e do zika vírus.

Até o momento, agentes do Corpo
de Bombeiros Militar visitaram 2.542 imóveis em busca de focos e possíveis
reservatórios para desenvolvimento das larvas do inseto. Desses, 888 estavam
fechados e não puderam ser vistoriados. Em uma casa, o proprietário recusou a
inspeção.

Além dos Bombeiros, da Polícia
Civil e do SLU, integram a força-tarefa em Ceilândia:

Companhia Urbanizadora da Nova
Capital do Brasil (Novacap)
Agência de Fiscalização
(Agefis)
Companhia Energética de
Brasília (CEB)
Companhia de Desenvolvimento
Habitacional (Codhab)
Companhia de Saneamento
Ambiental do DF (Caesb)
Departamento de Estradas de
Rodagem do DF (DER-DF)
Departamento de Trânsito
(Detran-DF)
Instituto Brasília Ambiental
(Ibram)
Subsecretaria de Vigilância em
Saúde, da Secretaria de Saúde

Brazlândia também já recebeu o programa duas vezes. Além
das duas regiões administrativas, o Cidades Limpas já teve operações na Estrutural, no Gama, no Itapoã, no Paranoá, em Planaltina e em São Sebastião.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: