Grávidas ficam sem atendimento no Hospital Regional de Ceilândia

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Em Ceilândia, grávidas  não conseguiram ser atendidas no hospital regional no último domingo (25). A dona de casa e grávida de nove meses, Marlene Cardoso, esperava há 9h por conta da falta de médicos suficientes. “Falaram para aguardar, porque não tem médico e não está tendo vaga para encaixar.”
Para piorar a situação, o hospital teve duas quedas de energia. O funcionamento continuou mantido pelo gerador, segundo a chefia de equipe da unidade, mas de acordo com pacientes, o local ficou meia hora sem luz. Segundo a Secretaria de Saúde, as equipes estavam completas, mas o atendimento na emergência foi lento devido ao grande número de pacientes graves.
Da redação com informações do G1

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: