Hospital Regional de Ceilândia suspende atendimento por falta de médicos

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Quem procurou a emergência do Hospital Regional de Ceilândia (HRC) na tarde deste sábado (9/1) não conseguiu ser atendido por falta de médicos. Pacientes chegavam a todo instante na unidade, mas diante da negativa do atendimento deixavam o local. Muitas mulheres com crianças de colo também não conseguiram consultas para os filhos.

A calmaria no local de longe lembrava as cenas de um vídeo mostrado nas redes sociais, onde vigilantes do hospital agridem e arrastam uma mulher que teria ido pedir socorro à mãe, na quinta (7).
Por volta das 15h, em um cenário pouco comum, todas as cadeiras na sala de espera da emergência estavam vazias. “Ninguém insiste ou tenta esperar. A população está cansada de lutar por um atendimento que é dever do governo”, desabafou a comerciária Mariane Bezerra, 24 anos.

Secretaria confirma

Procurada pela reportagem, a assessoria da Secretaria de Saúde confirmou que a emergência da clínica médica do HRC está com restrição de atendimento. “Um clínico geral está realizando o atendimento aos paciente internos e por este motivo, no momento, o atendimento à demanda espontânea não está acontecendo”, ressaltou a nota enviada pela secretaria.

Foi informado, ainda, que a previsão é que na noite deste sábado (9) o atendimento seja normalizado. “De acordo com a chefia de equipe, três profissionais da especialidade estão escalados no plantão noturno”, explicou a Secretaria de Saúde.
*Com informações do jornal Metrópoles

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: