Irritado, Chico dispara: “O DF tem uma oposição despreparada e mal informada”

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O deputado Chico Vigilante se irritou durante a sessão ordinária de hoje (28) por conta de uma polêmica criada em relação à arrecadação do jogo Flamengo e Santos, no estádio Nacional Mané Garrincha, no último domingo.
“Eu lamento que o Distrito Federal tenha uma oposição tão despreparada e tão mal informada. Primeiro deveria se informar sobre o que aconteceu em outros estados”, observou o parlamentar. E citou como exemplo o Rio de Janeiro, o jogo dos amigos do Bebeto contra os do Ronaldo, no Maracanã, quando tiveram que pagar figurantes.

“Para dar capacidade para o estádio, tiveram que pagar R$3,5 milhões para fazer a inauguração”, disse. E relembrou que o DF não gastou um centavo com o jogo teste, mas a sociedade ganhou.
O distrital também fez menção a uma reportagem do jornal Correio Braziliense, que traz hoje a informação de que o Distrito Federal lucra cerca de R$12 milhões com hotelaria do DF. “Isso é emprego que está sendo gerado no DF”, ressaltou Vigilante.
O parlamentar se dirigiu diretamente à deputada Eliana Pedrosa (PSD) para destacar que ela era secretária do governo de José Roberto Arruda na época em que Arruda gastou R$10 milhões para inaugurar o Bezerrão, estádio do Gama, numa partida entre Brasil e Portugal.
“E depois foi condenado a devolver o dinheiro enquanto que o governador Agnelo não vai responder a nenhum processo. Não precisará devolver nada ao Erário. Ali foi um jogo teste. A legislação de ocupação do estádio vai vir depois, o estádio hoje está destinado à Federação Internacional de Futebol, na hora que terminar a gestão da Fifa, o governo terá uma lei moderna no DF estipulando valores”,  enfatizou Chico Vigilante.
E criticou o fato de o preço da pipoca ter sido levado à tribuna da Casa. “O governo não vai estatizar o preço de pipoca até porque se nós pudéssemos estatizar algum preço no DF seria o preço da gasolina porque esse sim é um produto que todo mundo depende, pipoca não. Portanto, o livre comércio continuará existindo. O governo não está estatizando o livre comércio no DF”, afirmou.
Segundo o parlamentar, o show da cantora Byoncé, por exemplo, que deve acontecer no mês de junho, o preço do ingresso ainda não foi definido. “Vão estipular o preço, pagar a taxa de ocupação do estádio e definir o valor do ingresso”, explicou. E em relação ao preço de ingressos de futebol no Brasil, argumentou que é livre, são os clubes quem fixam os valores. “Portanto, é preciso que as pessoas trabalhem com dados, com provas, não dá simplesmente para vir aqui supor que existem denúncias”.
Por Donny Silva

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: