Izalci se defende de acusações.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

“Sr. Presidente, Sras. e Srs. Parlamentares, na quinta-feira passada, tive a oportunidade de dizer desta tribuna que, no final do ano passado, recebi diversos recados do GDF para que eu me cuidasse, porque estavam preparando alguma coisa para mim. Tive até o cuidado de pedir à Mesa Diretora da Casa, segurança pessoal, porque achei que o objetivo do GDF era me atingir fisicamente.

Hoje, no entanto, percebi que o objetivo do Governo é me atacar moralmente. Está na manchete do Correio Braziliense: Ministério Público apura sumiço de mercadorias doadas.
Primeiro, Sr. Presidente, quem pediu para fazer isso? Está aqui (mostra documento): Cláudio Monteiro, “ De ordem do Exmo. Sr. Governador, Cláudio Monteiro para o Secretário de Transparência”.
Segundo: está aqui também esta declaração da Fundação Gonçalves Lêdo, Sr. Presidente (mostra documento): “Declaramos a quem interessar possa, para os fins que se fazem necessários, que recebemos da Secretaria de Ciência e Tecnologia o comboio de material doado pela Receita Federal.”
Todos os produtos foram rigorosamente entregues pela Fundação. Está aqui o comprovante, inclusive o ofício que eu fiz no ano passado em que solicitei o termo de doação.
Há mais, Sr. Presidente: os computadores doados pelo Tribunal de Contas. Está aqui (mostra outro documento) o material, assinado por eles mesmos no dia 19 de janeiro de 2012.
Eles mesmos apuraram que os bens doados pelo Tribunal de Contas foram entregues ao 4º Batalhão da Polícia Militar, à Associação Brasiliense Evangélica Assistencial, à Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais, à Associação Assistencial de Santa Maria Creche Gotinha de Luz, à Associação Dinâmica da Feira Livre da QN 210, à Igreja de Cristo no Veredão, à Igreja Evangélica Assembleia de Deus, à ONG Voluntários da Saúde, à Rosa Mística Comunidade Pequenas Missionárias, à UNISAÚDE Centro-Oeste. Essas entidades receberam os computadores, Sr. Presidente. Por isso, os bens não foram incorporados ao patrimônio.
O que podemos perceber claramente é que o Governo tenta, utilizando órgãos como a Secretaria de Transparência, atingir a Oposição. Eu já defendi projetos nesta Casa que tanto a CGU quanto as Secretarias de Transparência têm ser órgãos independentes, não podem estar vinculados a governo nenhum.  Porque este Governo está usando a máquina para intimidar a Oposição.
Eu quero deixar muito claro, Sr. Presidente, doa em quem doer, que vou continuar defendendo a população do Distrito Federal contra este Governo. Eu tenho dito, e reafirmo sempre, que o GDF está sendo governado por uma quadrilha – a quadrilha que está aí.
Temos aqui, os documentos para comprovar tudo o que estou dizendo. Estou encaminhando para todos os Parlamentares todos os comprovantes.
Muito obrigado.”
Izalci Lucas — Deputado Federal / Blog do GBU

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: