Juventude do PT DF dispara nota contra a violência da Polícia Militar do DF.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Veja nota disparada hoje nas redes sociais da JPT DF “contra a violência da Polícia Militar do DF na manifestação contrária ao uso de dinheiro público na Copa”

“O dia 15 de junho de 2013 foi marcado pela abertura da Copa das Confederações em Brasília, mas não apenas isso. Nesse mesmo dia, centenas de pessoas se concentraram pela manhã na rodoviária do Plano Piloto, logo após, seguiram em marcha até o Estádio Nacional Mané Garrincha. Uma manifestação pacífica, que questionava, dentre outros pontos, o uso de dinheiro público gasto na construção dos estádios e os abusos da FIFA.

Os manifestantes se concentraram em frente ao Estádio e, momentos depois, a polícia interveio de forma truculenta, violenta e excessiva. Sabe-se que o uso arbitrário da força contra as manifestações populares se assemelha também à violência contra jovens da periferia que, dia após dia, são espancados, humilhados e, não raras vezes, mortos em nome de um suposto combate ao crime. O próprio debate sobre a redução da maioridade penal deve ser mais aprofundado em nossa sociedade. Há uma culpabilização da juventude, sobretudo da periferia, justamente a que mais sofre com as mazelas de um sistema excludente. Devemos nos posicionar contra a redução da maioridade penal e cobrar mais direitos para juventude

O que vimos em Brasília no dia 15 de junho de 2013 foi a tentativa da PM de calar um movimento social. Sabemos que não é a primeira vez que manifestações pacíficas são duramente reprimidas do Brasil e que a criminalização desses movimentos é o que a direita quer. Esse é um problema crônico que afeta a corporação em todo país, e denota um modelo desumanizado de tratamento, reflexo da militarização. É preciso que instituições, organizações, coletivos, partidos e a população em geral cobre a desmilitarização das polícias já! É inaceitável o que foi visto no sábado, onde um contingente absurdo de policiais, viaturas e até mesmo a cavalaria reprimiram de forma violenta os manifestantes presentes, em sua maioria estudantes, jovens e mulheres, e, para além disso, até mesmo os torcedores foram vítimas da criminalização, sofrendo também com a ação da polícia, que usou gás lacrimogênio, spray de pimenta, balas de borracha etc. Faz parte da nossa história não ser conivente com essas práticas e nem aceitaremos que nosso governo seja.

O PT nasceu em um período em que manifestações eram duramente reprimidas. Nossa história é marcada por episódios de cerceamento à liberdade individual e coletiva. Mas não conseguiram nos calar. Nosso compromisso é com o/a trabalhador/a, o/a operário/a, o/a oprimido/a por um sistema que se estrutura na exploração e mercantiliza relações. Nosso vínculo com os movimentos sociais sempre foi umbilical e assim continuará. É a nossa essência.

Deste modo, a Juventude do PT-DF repudia a atitude PM e irá cobrar e acompanhar de perto as ações do governo no sentido de identificar, punir e coibir ações violentas e truculentas da PM-DF cometidas no sábado. Manifestamos solidariedade e companheirismo aos feridos e lesados e continuamos na luta contra a criminalização dos movimentos sociais. Convocamos toda militância petista a fortalecer essa luta contra a criminalização dos movimentos sociais e a estar presente nos atos e manifestações que ocorrerão em Brasília nos próximos dias! 

Somos a juventude petista, de esquerda e socialista!”


Juventude do PT-DF

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: