Leituras, impressões, encontros e (re)conhecer das quebradas

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


Na infância, sempre passei as férias no setor P Sul (também em
Ceilândia, vizinho do setor P norte), onde parte da família vive até
hoje. No Plano Piloto – apenas um turismo raro na infância –
realizaremos uma reunião ampliada do Grito na próxima segunda. Essa é a
semana de (re)conhecer as quebradas. 
O Grito em Ceilândia vai
ser realizado pelo Rafinha Bravoz, que entre outros mil cores é também
produtor do RAPadura Xique-Chico. Vai ter rock, rap, poesia, sarau…
Quando eu caminhava pelo P Sul sem saber o que eu queria ser quando
crescer sonhava maravilhas olhando a estátua do homem com o violão na
Casa do Cantador. 
Hoje(15), com uns 15 anos e um pouco de progresso a mais, a sensação é de: “ôxi, véi, chegou a hora!”
Contexto
O Fora do Eixo e o TNB Toque No Brasil realizam até a próxima semana a Coluna Candanga. 
Com o objetivo de mobilizar produtores, bandas, artistas e redes em
geral para o Grito Rock no Distrito Federal, a coluna passa por
Cruzeiro, São Sebastião, Samambaia, Planaltina, Guará, Ceilândia, Gama e
Brasília. 
O Grito Rock é um dos maiores festivais integrados
do mundo, e cerca de 400 edições distribuídas em 40 países são esperadas
para este ano. Os produtores que desejam realizar edição do festival em
sua cidade, já pode se inscrever. 
+ Para saber mais, basta acessar o Portal Transparência Fora do Eixo: http://bit.ly/1eJNkFh
+ Aqueles que desejarem a passagem da coluna por sua cidade, só enviar um email para o [email protected]
Informou ACIC

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: