Mais festas do que obras.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Enquanto os hospitais aumentam seus problemas a cada dia, as ruas são tomadas de buracos, as duas maiores cidades do Distrito Federal mantém o clima de festa. Pelo menos é o que revela suas prestações de contas. Em Ceilândia, até  esta semana, R$ 3,1 foram gastos em eventos na cidade. Obras e urbanização levaram metade deste valor – R$ 1,2 milhão. Mesma desigualdade em Taguatinga. Até o início de dezembro, a administração regional havia gasto R$ 3 milhões em festas e homenagens. Com obras, foram gastos R$ 4,1 milhões. A pergunta é: a população está mesmo aproveitando toda esta diversão?

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: