Marina não concorrerá pelo DF.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A ex-ministra Marina Silva (foto), aquela que levou a eleição presidencial para segundo turno, tem residência no Lago Norte, mas nenhuma intenção de disputar o Buriti ou uma vaga de senador pelo Distrito Federal. O foco de Marina, percebem seus interlocutores mais frequentes, está no plano federal. Ela pensa, sim, em uma nova candidatura a presidente da República. E atribui o falatório sobre uma aventura eleitoral brasiliense aos que pretendem evitar sua nova caminhada ao Planalto.

Daria para ficar no PV

Se pretendesse disputar eleições no Distrito Federal, provavelmente Marina Silva nem teria deixado o PV. A ex-ministra – e ex-senadora – tem absoluta convicção de que só conseguiu disputar o Planalto pelo partido porque o então presidente Lula acreditava que ela ficaria com proporção baixíssima de votos, lá pelos 5%. Seria um outro Plínio de Arruda Sampaio. Caso Lula imaginasse que ela chegaria a 20%, teria convencido o PV a seguir rumo diferente. Afinal, o PT desejava uma eleição plebiscitária, entre dois candidatos apenas.
Tucanos mais fracos

Pela avaliação de Marina Silva, o PSDB está hoje mais fraco do que em 2010, enquanto a presidente Dilma Rousseff estará muito mais forte ao disputar a reeleição – em especial se a economia mantiver o ritmo. Entretanto, se o crescimento arrefecer e houver problemas maiores, haverá possibilidades para outras candidaturas. Com o enfraquecimento do PSDB e seus aliados, um terceiro candidato reuniria assim condições para chegar ao segundo turno, quando deveria receber os votos dos tucanos.

Coluna do Alto da torre / Jornal de Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: