Muito discurso, pouca prática

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Na Câmara Legislativa, a discussão é sobre encerrar de vez com o pagamento dos dois salários extras a que os distritais têm direito anualmente. O projeto para acabar com o benefício foi apresentado pela Mesa Diretora e conta com doze apoiadores oficiais. Mas apesar das assinaturas na proposta, apenas seis dos 24 parlamentares abriram mão oficialmente dos 14º e 15º salários: Raad Massouh (DEM) – que é autor da proposta de extinção do pagamento -, Patrício (PT), Alírio Neto (PPS), Joe Valle (PSB), Claudio Abrantes (PPS) e Israel Batista (PDT). Os demais receberão a verba a mais. O problema é que, no discurso e mesmo no papel, o projeto de acabar com os salários extras consegue apoio de inúmeros deputados que não querem ficar mal diante dos eleitores. Em uma contabilidade prévia, provavelmente conseguiria votos suficientes para ser aprovado. Na prática, porém, a história é outra. A maioria dos parlamentares não têm a intenção de levar o projeto a plenário e aprová-lo de fato. E assim não é preciso confrontar colegas nem perder a rendinha extra no início e no final do ano.


Do Blog da Paola.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: