Mulheres, graduados e homossexuais são os alvos do assédio moral no trabalho, revela pesquisa de alunos de Ceilândia

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Um fenômeno social contemporâneo que contamina  o clima de organizações,  destrói carreiras, adoece pessoas e deixa profundas sequelas psicológicas; algumas delas irreparáveis. 

O  Assédio Moral no Trabalho foi tema de uma profunda pesquisa realizada por alunos de Serviço  Social das unidades  Ceilândia e  Guará da Faculdade Projeção no contexto da disciplina “Estatística”. O levantamento, coordenado pelo professor  Luciano Lopes,  aplicou 1.200 questionários a trabalhadores de  diferentes regiões administrativas do Distrito Federal. O objetivo  foi identificar a incidência do assédio nos ambientes de trabalho da Capital da República. 


O resultado joga luz sobre o perfil  das vítimas. A pesquisa mostrou que   mulheres, pessoas com nível superior (graduação e pós-graduação), além de homossexuais, são as maiores vítimas deste tipo de crime. Segundo o professor Luciano Lopes, “além da compreensão sobre a gravidade de um  fenômeno  que compromete a  estabilidade e o  desenvolvimento das corporações, a pesquisa  foi importante para demonstrar para os estudantes  a necessidade permanente do uso de ferramentas estatísticas para a atuação do Assistente Social”. Para a professora Maria Yvelônia, coordenadora de Serviço Social na FAPRO-Ceilândia,  “a missão do profissional de Serviço Social numa sociedade complexa e muitas vezes doente é identificar  gargalos como o assédio moral no trabalho, capazes de contaminar  setores, empresas e segmentos econômicos”.  

O evento de apresentação dos resultados da pesquisa foi realizado no  último dia 10 de junho, em Ceilândia, e contou com a colaboração dos professores Daniel e Sérgio,  titulares das cadeiras de Sociologia I e II no curso de Serviço Social

Faculdade Projeção

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: