Mundo pet em franco crescimento em Ceilândia.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

 A franca ascensão social e econômica vivida por Ceilândia nos
últimos 10 anos fez com que a população experimentasse outras
alternativas de consumo e o que não poderia ser diferente o mundo do
pet shop passou a fazer parte mais intensamente da vida do ceilandense,
mercado que vem crescendo no fornecimento de produtos e serviços
especializados.

Em 2013, o mercado pet no Brasil experimentou um
ano de crescimento recorde, para 2014 o setor de pets projeta um
faturamento ainda mais expressivo. Para a Associação Brasileira da
Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet) estima um
aumento de 9,2% em relação a 2013, consolidando o país como segundo
mercado mundial, perdendo apenas para os Estados Unidos.


Dados da
Abinpet o Brasil deve lucrar neste ano R$ 16,63 bilhões, com o
incremento das indústrias de Pet Food (alimentos), Pet Care
(equipamentos, acessórios e produtos para higiene e beleza), Pet Vet
(produtos veterinários) e Pet Serv (serviços e cuidados com os animais).
Segundo ele, as vendas de Pet Food continuarão sendo a maior fonte de
receita, ocupando quase 70% do faturamento do ano passado, seguidas por
Pet Serv, com 17%.

O Brasil é o país que detém mais marcas de
produtos no setor, com mais de cem indústrias em atividade. Além disso,
no ranking das maiores empresas do planeta, duas são brasileiras. Um dos
poucos entraves para que o mercado alcance ainda mais destaque, observa
ele, é a concorrência desleal de produtos chineses.

A invasão dos cães no Brasil


Segundo dados da Abinpet, existem hoje no Brasil mais de 37,1 milhões
de cães e o número de gatos supera os 21,3 milhões. Ainda de acordo com a
Abinpet, o Brasil é a quarta maior nação do mundo em população total de
animais de estimação e a segunda em cães e gatos. Além disso, existem
26,5 milhões de peixes e 19,1 milhões de aves. Outros animais somam 2,17
milhões, totalizando 106,2 milhões de pets em escala nacional.

Para a Abinpet embora pareçam exagerados esses números, o setor de
criação de mascotes ainda engatinha no país. Atualmente, são cerca de
4.000 criadores de animais de estimação, mas esse número poderia ser bem
maior, caso as exigências não fossem tão severas.

Mundo dos bichos em Ceilândia

Levantamentos preliminares da Associação Comercial de Ceilândia ( Acic Ceilandia),
dão conta de que na cidade o mundo pet somado as empresas de serviços e
venda de produtos para cães, aves, gatos e outros animais de estimação
Ceilândia já conta com mais de 150 micro, pequenas e médias empresas
estabelecidas. Este setor também se encontra em expansão. Também, no
ramo de empreendedorismo individual com o oferecimento de serviços de
cuidado especiais com animais (tosa, banho, vermifugação e outros) em
domicilio ou em pequenos estabelecimentos instalados em residências.





Ceilândia já dispõe de hotéis para cães onde os animais podem desfrutar
de todos os mimos que um hotel para pessoas oferece. Conforto,
qualidade, segurança e tradição. O Canil localizado junto a BR 070, fica instalado em uma área verde com seis
hectares, o hotel canil conta com profissionais qualificados que
oferecem todo o suporte necessário para o desenvolvimento saudável dos
cães.

Informações da ACIC, com adaptação.


Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: