Na corrida ao Senado, Reguffe deixa os adversários para trás

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Foto: Editoria de Imagem de Notibras

O deputado Antônio Reguffe (PDT) é disparado o nome mais forte para concorrer à única cadeira de senador pelo Distrito Federal que estará em disputa em 2014. É o que indica enquete promovida por Notibras, que ficou no ar no período da sexta 18 à segunda-feira 21.

Num universo de 1 mil 812 votos, o nome dele foi clicado por 1 mil 248 internautas. Ficaram para trás Alberto Fraga (DEM), com 287, seguido em por Chico Leite (PT) em terceiro lugar com 264. A grande decepção foi o também petista Geraldo Magela, com apenas 1% dos votos – totalizando 13 cliques.
O percentual de 69% de votantes em Reguffe mostra a força do deputado junto aos internautas que navegam por Notibras. É um público-leitor formador de opinião, segundo perfil traçado em estudo realizado para o Grupo Notibras de Comunicação pela Master Propaganda. A grande massa gira entre os 25 e 40 anos de idade.
Vale destacar que Reguffe foi lançado pré-candidato ao Palácio do Buriti por seu partido. Entretanto, “em nome de uma aliança forte capaz de derrotar o governador (Agnelo Queiroz)”, ele admite abrir mão da cabeça de chapa para compor uma chapa majoritária numa coligação progressista.
A enquete de Notibras se choca com uma pesquisa do Instituto Vox Populi, divulgada pelo portalGuardian Notícias. Nesse levantamento, a deputada Eliana Pedrosa (PPS) lidera a corrida ao Senado, com 15% das intenções de voto, seguida por Reguffe, com 14%. Inversamente ao caso de Reguffe, Eliana não apareceu no levantamento de Notibras por não abdicar da condição de cabeça de chapa.
Uma enquete anterior, realizada nos três primeiros dias de outubro sobre o partido que mais contribuiria numa aliança de esquerda para consolidar a candidatura de Reguffe ao Buriti, o PPS de Eliana Pedrosa foi o mais lembrado, com 59% dos votos, seguindo-se o PSDB (27%), Psol (7%) e PSB, com seis por cento.
Esses números, numa leitura apartidária, revelam que uma eventual dobradinha Eliana-Reguffe teria forças suficientes para destronar o PT do Palácio do Buriti, desde que seja Agnelo Queiroz candidato à reeleição. Afora isso, o bom senso sugere cautela por mais alguns meses. Mais precisamente em meados de abril, quando o quadro sucessório estará melhor delineado.
Informou Notibrás

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: