Nota da Secretaria de Segurança em relação a aborto espontâneo em Samambaia.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal lamenta a ocorrência envolvendo o caso de aborto espontâneo ocorrido na segunda-feira (03), em Samambaia, atendida pela Central Integrada de Atendimento e Despacho (Ciade).


No entanto, sobre os detalhes da ocorrência é preciso esclarecer:


1) A primeira e única chamada foi originada às 12h56, 3 segundos para o telefone 190, relatando que uma mulher apresentava sangramento muito intenso e pedia socorro.


2) O atendente fez a triagem e transferiu a ligação para a central do Corpo de Bombeiros dentro da Ciade. Minutos depois, às 13h12, foi feita a irradiação para a viatura de prefixo UTE-286.


3) Às 13h25 a viatura chegou ao local de atendimento, na Quadra 833, Conjunto 11, de Samambaia, onde se encontrava a vítima.


4) A jovem, de 28 anos foi atendida no local e posteriormente transferida para a emergência do Hospital Regional de Samambaia (HRSAM). A paciente foi deixada no hospital com sinais vitais estabilizados e a UTE foi liberada do atendimento às 13h44.


5) Não existe nenhuma ligação anterior feita para atender ao mesmo pedido de socorro, nem pelo serviço prestado pelo 190 ou 193. Também não condiz com a realidade o fato de o atendimento ter demorado cerca de quatro horas para chegar ao local da ocorrência.  




 

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: