Novo GDF: Sem equipes amplas, pastas recem-criadas devem reativar áreas esquecidas.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Referência constante nos discursos de campanha do governador eleito Agnelo Queiroz, a criação de novas secretarias no GDF terá papel diferente do imaginado. Elas funcionarão como braços de algumas pastas que já existiam. Tudo isso sem onerar a máquina pública. Mesmo com a garantia de trabalharem enxutas, o principal alvo é reforçar o trabalho em áreas consideradas abandonadas pelas gestões anteriores.
Uma das pastas terá a missão de reduzir o índice de crianças e adolescentes fora da escola ou envolvidas com o consumo e até o tráfico de drogas. É a Secretaria da Criança. Uma série de ações será desenvolvidaa no próximo ano em parceria com as pastas de Segurança, Desenvolvimento Social e Educação.
A ideia de Agnelo Queiroz é começar o trabalho preventivo e de conscientização desde a base, garantindo proteção e educação a crianças até 3 anos. “A Secretaria de Educação terá uma participação muito efetiva neste trabalho, atuando de forma conjunta com a pasta da Criança”, afirmou a futura secretária de Comunicação do GDF, Samanta Sallum. Para garantir um trabalho que renda frutos para o novo governo, a pasta da Criança ficará a cargo do médico pediatra Dioclécio Campos Júnior, que é professor titular de pediatria da Universidade de Brasília (UnB) e foi presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria.


Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: