COLETIVOS SERÃO MONITORADOS.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
O Distrito Federal registra pelo menos 90 assaltos a ônibus públicos por mês. Samambaia e Ceilândia são as cidades onde rodoviários se sentem mais inseguros. Segundo Jorge Farias, vice-presidente do sindicato da categoria, a falta de policiamento facilita a ação de bandidos. “A solução seria a polícia fazer blitze (para coletivos)”, sustenta Farias. Em 2010, a Secretaria de Transportes anunciou que instalaria câmeras de segurança nos veículos, mas poucos receberam o sistema. Segundo Marco Antônio Campanela, diretor-geral do DFTrans, a ideia agora é equipar os ônibus com aparelhos de rastreamento: “são câmeras que possam monitorar os veículos durante todo o período de operação, com o objetivo de fornecer informações precisas aos usuários, do momento que o carro vai sair do terminal e chegar no ponto de parada”. Edital de licitação deve ser publicado no próximo mês

Deixe uma resposta

Posts Relacionados

%d blogueiros gostam disto: